Wanterlor Bandeira, acima de partidos e governos

Compartilhe nas redes sociais.

Durante meses no ano de 2015, Parauapebas viveu grande instabilidade política. A relação da Câmara Municipal com o governo Valmir era rodeada de incertezas. Em março do referido ano, o legislativo parauapebense afastava o prefeito Valmir Mariano por 180 dias. O que acabou não ocorrendo na prática. Existia no parlamento municipal o chamado G5 (grupo de oposição ao prefeito naquela época), sendo minoria numericamente, mas que poderia crescer e torna-se um perigo ao Palácio do Morro dos Ventos.

Valmir não foi afastado por erros jurídicos primários da Câmara. Com a certeza da permanência no posto de mandatário municipal, ainda faltava resolver os conflitos com a CMP. Com alguns atendimentos o cenário foi acalmando, a oposição foi diminuindo numericamente, deixando de ser G8 (no auge do conflito).

Meses depois, ainda com instabilidade entre os poderes Executivo e Legislativo e o governo “patinando”, era nomeado ao cargo de Chefe de Gabinete do prefeito, Wanterlor Bandeira, para o segundo cargo mais importante da estrutura pública municipal. Sua função era clara: encerrar as indisposições do governo com o legislativo e agilizar ações e políticas públicas na gestão.

Inegavelmente, Bandeira, em curto espaço de tempo, resolveu os problemas mais emergenciais que o levaram ao cargo. WB foi o quarto chefe de gabinete de Valmir. Em política alguns sinais são claros. Troca constante de chefe de gabinete aponta quase sempre em problemas políticos e internos em uma gestão. A situação foi abordada por mim em diversos textos, um exclusivo sobre a nomeação do referido.

Wanterlor está há 16 anos no serviço público com trabalhos realizados na Justiça do Trabalho, na Câmara Municipal, nas funções de vereador, diretor administrativo e diretor legislativo; além de coordenador administrativo da Secretaria Municipal de Obras e assessor de Gabinete do Executivo e por fim chefia de gabinete do prefeito. Portanto, experiência não lhe falta.

Ele já esteve no grupo político do prefeito Darci Lermen e por circunstâncias políticas migrou para o grupo oposicionista. Hoje retorna ao ambiente que, em parte, já esteve. Isso mostra que WB está acima de partidos, ideologia, grupos políticos e governos. Poucos conseguem na política chegar a tal nível de reconhecimento. Parabéns ao governo municipal que deixou de lado bandeira partidária e trouxe para as suas fileiras uma personalidade competentemente reconhecida.

Sua nomeação para a Secretaria Municipal de Segurança Institucional e Defesa do Cidadão é de extrema necessidade, buscando reverter o cenário de “terra arrasada” que o agora, ex-gestor da pasta, Michael Gomes, deixou. Assunto pouco explorado pela mídia local, mas aos guardas municipais deixaram a mais de 30 dias de fazer suas obrigações funcionais (restringindo-se as questões administrativas, não mais operacionais) estando aquartelados há semanas. Informações que chegaram ao blog afirmaram que antes mesmo de assumir o cargo, o novo secretário já havia procurado a Guarda Municipal a fim de resolver a questão, dando garantias aos servidores que suas reivindicações iriam ser tratadas de forma mais rápida. A situação estava fora de controle. Os guardas se recusavam a conversa com o ex-secretário.

Wanterlor terá muito trabalho. Em sua mesa, demandas e ações que englobam: Centro de Controle e Operações (CCO); Coordenadoria Municipal de Defesa Civil; Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM); DMTT e Guarda Municipal. Claro que, ano que vem ocorrerá eleições e WB se situa em campo político diferente do prefeito. Portanto, sua estada no governo poderá ter data de validade. 

Pela amizade e reconhecimento desejo-lhe sorte e que aplique na prática tudo o que sabe sobre gerenciamento público, confirmando a todos que chegou ao nível acima de partidos ou governos.

Imagem: Pebinha de Açucar.

2 Comentários

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*