3º Pesquisa Doxa em Parauapebas: Darci e Valmir estão empatados

5
16

Em meio a um verdadeiro festival de pesquisas que deverão ser lançadas no decorrer desta semana, para mensurar a disputa eleitoral para o Palácio do Morro dos Ventos, a terceira pesquisa lançada pelo Instituto Doxa apresenta surpresas na corrida por uma das prefeituras mais desejadas na região norte. A consulta foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o nº PA-08674/2016. Sua realização ocorreu entre os dias 14 e 17 deste mês com uma amostra de 600 entrevistas.

Espontânea: Darci aparece com 28,3%, empatado com Valmir, 28,1% das intenções de voto. Marcelo Catalão vem com 13,5%. Chico das Cortinas aparece com 3,2% e Hipólito Reis, 2,0%. Os eleitores indecisos representam 16,8%, enquanto 8,1% tem intenção de anular ou votar em branco.

Estimulada: Na primeira pesquisa (15 de agosto), Darci tinha 38,5%; no final de agosto ele aparece com 36,6%; agora o ex-prefeito está com 33,1%. O atual prefeito, Valmir Mariano, Na primeira pesquisa Valmir tinha 16,2% das intenções de voto; no final de agosto ele sobe para 25,2%; agora Valmir vai para 34,6%. Marcelo Catalão, nas três pesquisas, permanece em oscilação entre 19% a 17%.  Chico das Cortinas, fica também oscilando na média de 4 pontos percentuais das intenções de votos na referida pesquisa. Hipólito também fica na oscilação de 4%. Os votos Branco/Nulo somam nesta última pesquisa apenas 2,1%; enquanto os indecisos somam 6,1%.

Rejeição: Valmir é o mais rejeitado com 32,2%, seguido por Darci, 26,0%. Marcelo Catalão aparece com 18,0% de rejeição; Chico das Cortinas aparece com 10,8% e Hipólito Reis é o menos rejeitado com 10,0.

Avaliação Governo: O governo do prefeito Valmir é aprovado por 21,0% dos eleitores; enquanto sua reprovação chega a 36,0%. A avaliação Regular soma 35,0%.

Nota do Blog:

A terceira pesquisa do Instituto Doxa é a confirmação do cenário político-eleitoral que venho abordando desde o mês de agosto, quando, de fato, iniciou a saga das consultas ao eleitorado. No final do referido mês já afirmava quando eram publicadas as primeiras pesquisas que o ex-prefeito Darci Lermen estava chegando o seu teto e que não iria mais crescer. Caberia aos seus assessores mais próximos mantê-lo acima dos 30% das intenções de votos, o que ainda ocorre. Darci não sobe e também não deverá cair. Mantém o seu espaço eleitoral.

Já Valmir, segue (conforme analisei em agosto) a sua margem de crescimento. Em comparação com a pesquisa anterior do mesmo instituto, o atual prefeito de Parauapebas e que tenta à reeleição, subiu mais de 8% como mostra no quesito estimulada, empatando com o ex-prefeito Darci na margem de erro. Os dois principais concorrentes ao Palácio do Morro dos Ventos, neste momento estão em empate técnico. Valmir subiu 11 pontos na espontânea. Algo impressionante pelo curto espaço de tempo entre as pesquisas. Se os dados divulgados refletirem, de fato a realidade, poderá ocorrer uma virada impressionante nas urnas.

Conforme também adiantei, o horário eleitoral seria um grande triunfo ao atual mandatário municipal. Um competente grupo de marketing desembarcou sob a liderança de Orly Bezerra na “capital do minério” para reverter um cenário político-eleitoral muito preocupante. Pelo visto, se a pesquisa estiver representando – de fato – a realidade, conseguiram fazer chegar ao empate com o ex-prefeito Darci em momento crucial para a definição, à beira do sprint final.

Outro ponto relevante ao debate e que pode explicar a referida pesquisa no que diz respeito a estagnação e até queda de Darci é a própria gestão de sua campanha. As peças publicitárias na tevê é um exemplo negativo, malfeitas.  Mais desconstroem o candidato do que o ajudam a se consolidar é fato irrefutável. Não mostram o que foi feito em duas gestões do ex-prefeito, se concentram em reproduções do dia-a-dia da campanha, além de ataques. A peça publicitária sobre os notebooks foi o ápice da incompetência.

Marcelo Catalão parece não conseguir avançar. A proposta do “novo” parece não fazer frente ao passado e presente. O candidato do DEM, mesmo que possa não ser o próximo prefeito, se consolida como uma grande força política regional e que deverá se fortalecer, haja vista, quem perder (Valmir ou Darci) deverá morrer politicamente.

A Doxa lidera as pesquisas realizadas em Parauapebas e em três consultas apresentadas, os cenários se alternam, especialmente nesta última. O referido instituto tem histórico de conseguir chegar próximo aos números finais, quando se finaliza a apuração das urnas. Portanto se o empate técnico entre Darci e Valmir for realidade, fortes emoções ainda ocorrerão nesta reta final de campanha a uma das prefeituras mais poderosas e desejadas do norte do Brasil.

5 COMENTÁRIOS

  1. Eu sabia que o povo de Parauapebas não seria tão ignorante politicamente a ponto de esquecer completamente o q NUNCA foi feito durante os OITO anos do governo petista-Darci Lermem em Parauapebas. O Pão e Circo não nos satifaz mais!!!

  2. Parauapebas amadureceu e não pode mais ter governos populista e que já tiveram a chance de fazer por oito anos e agora, como você brilhantemente cita, não tem o que mostrar no horário de TV, fato que culmina com o crescimento do atual prefeito. Já deu de Darci em Parauapebas, um cidadão que tem a cara de pau de ser candidato a prefeito em um município onde sequer tem um único bem. Valmir Mariano com toda a sua truculência política fez muito mais em 4 anos do que Darci em 8 e o povo agora está reconhecendo isso. A tendência é que esse crescimento perdure até o dia 2 com a vitória de Valmir. O ponto negativo é Catalão, que com uma equipe totalmente local vem vendendo bem o seu peixe, mas os números pouco lhe favorecem.

  3. Seria o maior erro da história política de Parauapebas permitir o retorno de Darci ao poder, e essa pesquisa mostra que o povo está abrindo os olhos. O tempo de estagnação não pode voltar, temos que nos manter no caminho de melhorias para a população, e embora muitos erros tenham acontecido no governo do Valmir, nada se compara ao abandono que Parauapebas sofreu durante oito anos da gestão do PT de Darci Lérmen. E em relação ao programa político gratuito, Darci não apresenta as suas obras justamente por não ter o que mostrar, e se limita a fazer ataque sujos aos outros candidatos.

  4. É fácil comparar pois na propaganda do DARCI diz que ele construiu 4 escolas em 8 anos. Já VALMIR construiu 20 escolas em menos de 4 anos e reformou 17.
    Nenhum prefeito de Parauapebas fez mais obras do que VALMIR MARIANO.

Deixe uma resposta