As primeiras pesquisas para o Palácio do Morro dos Ventos

Compartilhe nas redes sociais.

Na semana passada, as primeiras pesquisas eleitorais encomendadas
por partidos ou pré-candidatos, chamadas de “consumo interno”, apontam as
primeiras impressões do eleitorado e devem começar a direcionar as estratégias
e trabalhos dos grupos políticos que buscam se manter ou vencer a disputa pelo
Palácio do Morro dos Ventos, em 2016.

Em seu blog, Marcelo Marques o “Bacana”, divulgou seu
encontro pelas ruas de Belém com o ex-prefeito Darci Lermen, que na oportunidade
disse que encomendou pesquisa que o coloca com 33% das intenções de voto. Se a
referida consulta é verídica em seus dados ou apenas um “balão de ensaio”, algo
normal e corriqueiro nesse período que antecede disputas eleitorais, ainda não
se sabe.
Nas pesquisas que vão sendo realizadas diversos cenários vão
sendo montados. Nessas consultas, por exemplo, Marcelo Catalão aparece sempre
competitivo. Em diversos textos coloco o referido com uma “terceira via” que
poderá ser o “peso da balança” nas eleições municipais de 2016.
Muito bem lembrado e com significativo índice de intenção de
voto aparece o ex-prefeito Chico das Cortinas, especialmente entre o eleitorado
mais antigo, que atribui a ele boa gestão se ter recursos como nos dias atuais.
Nas pesquisas de consumo interno o nome do ex-vereador
Adelson Fernandes se apresenta com relativa citação entre os entrevistados, em faixa intermediária quando o seu nome é apresentado ao entrevistado.
O que chama mais atenção nessas consultas é que o atual
prefeito Valmir Mariano (PSD) não aparece em nenhuma delas bem colocado, pelo contrário,
o mandatário municipal ocupa os últimos lugares, atrás de Chico das Cortinas e
Adelson Fernandes, os menos “competitivos” na disputa pelo Palácio dos Morros
dos Ventos. Nas encomendadas pelo grupo do prefeito a situação se repete, ou
seja, a luz vermelha está acesa no Palácio do Morro dos Ventos.
Se as pesquisas estiverem certas, estarão – de fato –
retratando a realidade, reforçando a tese de que será muito difícil a reeleição
do prefeito Valmir. Além de ter o seu governo rodeado e tomado por denúncias de
corrupção de todas as ordens, ainda há a inércia administrativa que domina a sua gestão.
A disputa eleitoral pelo visto já começou e as primeiras
pesquisas, mesmo sendo de consumo interno, deverão nortear os trabalhos e
estratégias para a disputa de uma das prefeituras mais ricas do Brasil, com
orçamento bilionário. Façam as suas apostas.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta