Governo Valmir começa 2016 a todo vapor

Compartilhe nas redes sociais.

Conforme escrevi por diversas vezes em 2015, ano que me
atrevi a começar analisar a política de Parauapebas, afirmei que se o prefeito
Valmir quisesse se reeleito deveria mudar radicalmente a sua gestão, as
diretrizes de seu governo. Exato um ano atrás abordei a questão da gestão
municipal com a reflexão em doses de provocação no post: “Ainda dá tempo,
Valmir? Na ocasião deixava claro que o atual mandatário da política
parauapebense era (e ainda é) o favorito para vencer a disputa pelo Palácio do
Morro dos Ventos, em 2016. Bastaria que afastasse a inércia administrativa que
dominava o seu governo.
O ano de 2016 chegou, doze meses se passaram e o que tudo
indica, mudanças começam a surgir, sobretudo, as de postura e ação. Notadamente
o governo Valmir Mariano está mais ágil, fazendo a máquina municipal trabalhar
mais rápido. Ano eleitoral exige isso. Muitas obras de grande porte estão para
serem entregues nos próximos meses, ainda no primeiro semestre. Na ultima
quarta-feira (27), foi inaugurada a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) no
bairro Cidade Jardim, um dos mais populosos de Parauapebas.
Na área educacional, a escola “João Evangelista” foi
entregue à população de Palmares Sul, antes zona rural, hoje mais um bairro de
Parauapebas, a mesma semana da referida Unidade de Pronto Atendimento. E assim
o cronograma de obras pela cidade continua. Ainda estão agendadas as
inaugurações: hospital municipal, duplicações das avenidas Faruk Salmen, rua
“E”, PA-160, só para citar as mais significativas e que prometem mudar a
realidade do trânsito da cidade que já começa claramente a ter horários de
lentidão, em suas principais vias.
Conforme manda a cultura política brasileira, as obras citadas
deverão ser entregues à população no prazo limite da justiça eleitoral, ou
seja, três meses antes da disputa eleitoral, o que poderá melhorar muito a
popularidade do prefeito, torná-lo competitivo e favorito para a disputa
eleitoral, que deverá ser polarizada com o ex-prefeito Darci Lermen (no momento
de produção deste texto, o referido estava em processo de desligamento do PT e
ainda definindo qual legenda partidária para disputar a eleição).
A eleição será direcionada as comparações de gestões de
Darci e Valmir. Quem fez mais? Quem desenvolveu mais a cidade? Qual a melhor
gestão? No jogo político comparar é uma arma que pode atender aos mais variados
interesses. No caso de Parauapebas essa relação precisa ser feita com cuidado,
da forma mais racional possível. O ex-prefeito Darci governou por oito anos e
com as melhores cotações históricas do minério de ferro, carro-chefe dos
royalties que a prefeitura recebe. Ou seja, na época do PT, o Palácio do Morro
dos Ventos tinha os cofres cheios de reais.
Inversamente proporcional a esse cenário acima apresentado
está atual gestão. Governo Valmir enfrenta a maior queda histórica da cotação
do minério de ferro no mercado internacional, abaixo dos 50 dólares, algo inédito
na relação comercial do referido minério. Apesar de ter feito um governo em
ritmo lento como muitos apontam, o que se reflete em sua baixa popularidade, o
prefeito Valmir sabe que o ano correte será decisivo. Não por acaso que agenda
de inaugurações foi preparada estrategicamente para nos próximos meses a cidade
receber as principais obras em escala mensal. O resto o marketing resolve.

Portanto, afirmo sem medo que o prefeito Valmir Mariano é o favorito
para vencer as eleições municipais de 2016. Tudo depende da forma como irá
conduzir o seu governo e os acordos políticos que serão firmados. A disputa
pelo Palácio do Morro dos Ventos promete muitas emoções. Façam as suas apostas. 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta