Operação “Filisteus” versão 2016. Capítulo I

Compartilhe nas redes sociais.

Para os que já davam a operação “Filisteus” do MPPA
(Ministério Público do Pará) como ação acabada, algo que ficou no passado,
parece que o ano de 2016 ainda reservará muitas emoções e possíveis mudanças no
tabuleiro político de Parauapebas, especialmente na Casa de Leis, um dos
objetivos da referida operação que pelo volume de documentos e ações, teve que
ser desmembrada em duas: uma investigando o Palácio do Morro dos Ventos (sede
da prefeitura) e outra a Câmara de vereadores.
Os procuradores Hélio Rubens e Nelson Medrado ficaram responsáveis
respectivamente por investigar os poderes legislativo e executivo da “capital
do minério”. A operação parece avançar sobre os desmandos praticados por alguns
parlamentares, já a relacionada ao prefeito Valmir Mariano e seus auxiliares
ordenadores de despesas, continua na “estaca zero”, sem novas revelações ou
desdobramentos. Parece que “forças ocultas” advindas de Belém, freiam o
referido processo investigativo contra o mandatário municipal.
Ontem (13) foram divulgados os novos capítulos das
investigações contra a mesa diretora do biênio 2013/2014, presidida pelo
ex-vereador Josineto Feitosa. Em delação premiada o ex-tesoureiro da CMP, Pedro
Nascimento, relatou em detalhes como funcionava o esquema de corrupção na Casa
de Leis. O depoimento foi incluído aos autos do processo, o que confirma todas as suspeitas que pairavam sobre o caso.
Segundo o procurador Hélio Rubens, alguns ex-vereadores e parlamentares que exercem mandato na cidade, deverão ser chamados para
esclarecimentos. O procurador disse ainda que algumas autoridades políticas
poderão ser presas. Se isso acontecer, o tabuleiro político de Parauapebas
volta a ser alterado, quebrando qualquer estratégia no campo
político-eleitoral, em ano de disputa nas urnas.Quais vereadores ainda poderão ser afastados? 

Parece que a CMP sem a chancela das “forças ocultas” de Belém,
como conta o Palácio do Morro dos Ventos, deverá sofrer forte pressão no ano
corrente e mudanças significativas poderão ocorrer. Aguardem os novos capítulos
da novela “Filisteus” direto do principado, disfarçado de município, chamado
Parauapebas. 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta