Prefeito Valmir Mariano (PSD) altera as peças do tabuleiro político e começa a reverter a situação

Compartilhe nas redes sociais.

Há duas semanas atrás, quando os vereadores da oposição (G-8)
promoveram diversas ações para afastar o prefeito de Parauapebas, Valmir
Mariano (PSD) do cargo, muitos davam por vencida a disputa a favor dos
parlamentares oposicionistas. Pois bem, o prefeito não saiu do cargo e agora
começa a reverter o jogo a seu favor.
Na semana passada o chefe do executivo conseguiu em Belém
ação que tornaria sem efeito as medidas tomadas para afastá-lo do cargo. Com
isso ganha tempo para a sua defesa e ainda começa a colocar em prática ações
para desmerecer o papel do antigo G-8 (Que agora é G-7 e poderá ser G-6, grupo dos vereadores que fazem oposição ao prefeito Valmir Mariano).
Quem acompanhava as últimas sessões na Câmara de Vereadores,
percebia que havia acintosamente movimento de pressão por parte do governo em
relação aos vereadores oposicionistas. Centenas de pessoas passaram a hostilizar
os parlamentares que são contra o prefeito. Esse movimento ultrapassou os
limites legislativos e passou a compor a paisagem da cidade, entre muros
pitados e faixas. A mídia local em parte que apoiava o grupo oposicionista ao
prefeito, que dava espaço as denúncias, aos poucos foi deixando de lado o grupo.
Para completar, hoje, foi anunciado que o vereador João do
Feijão (SD) será o novo secretário municipal de Esporte e Lazer. O estranho é
que o referido parlamentar era oposição ao prefeito e estava no G-8. Seu
suplente, “Zacarias” mal assumiu e se declarou do grupo do prefeito. Sendo
assim, o governo recompõe a maioria na casa e enfraquece a oposição.

Dizem ainda que o vereador Josineto Feitosa deverá nos
próximos dias “voltar para casa”, ou seja, retornar a base do governo. Assim, teríamos
o G-6, insuficiente para fazer valer as ações contra o prefeito, que teria nove parlamentares
em sua base. Pelo que se acompanha, tudo parece voltar ao ponto inicial.
Política e como nuvem: muda o tempo todo, já diziam os sábios.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta