“Blocão” contra Miranda

0
431

Entre as diversas disputas municipais que irão ocorrer no Pará, a de Marabá se sustenta sobre uma certeza: o favoritismo de Tião Miranda (PSD). O atual prefeito marabaense é conhecido como o “homem das obras”. É sabido como o ex-deputado estadual chegou a cadeira mais importante daquele município. Afinal, como foi amplamente noticiado, Marabá estava em volta com sérios problemas: totalmente mergulhada em dívidas, pagamentos de salários atrasados e e com a situação negativada junto ao governo federal, entre outras dificuldades.

Há pelo menos 18 meses, as finanças públicas vão de vento em popa, o que acaba refletindo em centenas de obras e entrega de inúmeros equipamentos à população. Pois bem, todo esse cenário favorável deixa o atual prefeito Tião Miranda (PSD) favoritíssimo a reeleição.

De olho na disputa política-eleitoral, a oposição resolveu (reconhecendo o favoritismo de Miranda) se mover, e os primeiros movimentos vão no sentido de agrupamento. Segundo informações publicadas pelo site “Debate Carajás”, IIker Moraes (MDB) esteve em Belém nesta semana para receber às bençãos políticas do governador Helder Barbalho (MDB). Ao sair das dependências do Palácio do Governo, o vereador marabaense já anunciava a sua candidatura para prefeito. Desta forma, Moraes se uniu ao deputado estadual e ex-vice-prefeito do citado município, Toni Cunha (PTB); Manoel Veloso (PSL); Rigler Aragão (Psol) e a vereadora Irismar Melo (PL), formando, portanto, um amplo bloco, que já atende pelo nome de “blocão”.

Os números avaliativos da administração de Tião Miranda, são medidos ano a ano, desde o início de sua gestão, e consta que a sua aprovação sempre esteve acima dos 80%. A de 2019, por exemplo, chegou a 86%, mensuradas em pesquisas de consumo interno. Todos os seus adversários sabem que a disputa eleitoral contra Miranda será muito difícil, quase invencível.

Marabá é o quarto maior colégio eleitoral do Pará, sendo, portanto, uma das prioridades político-eleitoral do governador. Mas entre os cinco maiores, a citada municipalidade parece ser a que Helder Barbalho terá a maior dificuldade em emplacar um aliado de sua base. Apesar que Miranda tem como perfil ser um gestor que não vive de picuinhas políticas.

E o dito “Blocão”, resistirá ao avanço do processo de pré-campanha? Seus operadores manterão a unidade? O que se sabe é que ainda é cedo para qualquer definição. Só há uma certeza inquestionável: Tião Miranda é favorito a se manter na cadeira mais importante de Marabá. A oposição só resta unificar forças, caso contrário, a disputa já está definida.

Compartilhar
AnteriorSabino para além do ninho tucano
Próximo100.000

Deixe uma resposta