Boletim Focus: projeções para a inflação de 2024 e 2025 mantêm alta; PIB também sobe

COMPARTILHE:

As projeções dos analistas para a inflação em 2024 e 2025 continuaram em alta nesta semana, enquanto a estimativa da evolução do PIB para este ano também subiu, segundo dados divulgados no último dia 01 pelo Relatório Focus do Banco Central.

Inflação

A estimativa do IPCA para este ano passou de 4,0 para 4,02%, na 9ª semana seguida de alta, enquanto a previsão para a inflação de 2025 avançou de 3,87% para 3,88% (na décima subida em sequência). A projeção para 2026 foi mantida em 3,60%. Para 2027, a projeção continua em 3,50% há 53 semanas. As expectativas para a variação dos preços administrados dentro do IPCA caíram ligeiramente nesta semana, de 3,98% para 3,96%, enquanto as projeções para 2025 permaneceram em 3,90% na mesma comparação. Para 2026, as estimativa se mantém 3,50% há 21 semanas e as de 2026 permanecem em 3,50% há 40 semanas.

Para o IGP-M, as projeções subiram em 2024, avançando de 3,39% para 3,40% e a estimativa para 2025 continuou em 3,90%. Para 2026, a projeção de inflação caiu de 3,83% para 3,80% e a de 2027 recuou de 3,70% para 3,68%.

PIB

Para o produto interno bruto (PIB), a mediana das projeções de 2024 subiu de 2,09% para 2,10%. A previsão para 2025, que estava em 1,98%, passou para 1,97%. A estimativa para 2026 continua nos mesmos 2,0% há 48 semanas. A projeção também está em 2,0% para 2027, há 50 semanas.

Selic
A projeção para a taxa básica de juros (Selic) se manteve em 10,50% em 2024, enquanto a estimativa para 2025 continuou em 9,50%. Para 2026, está mantida nos mesmos 9,0%, enquanto a taxa esperada para 2027 também permaneceu em 9,0%.

Câmbio
A mediana das projeções para o dólar se estabilizou em R$ 5,20 para 2024, mas a de 2025 avançou de R$ 5,19 para R$ 5,20, o mesmo acontecendo com as projeções para 2026. A de 2027 permaneceu em R$ 5,20.

Resultado primário
A projeção para o resultado primário em 2024 se manteve em -0,70% do PIB pela segunda semana seguida. A estimativa para 2025 melhorou, passando de -0,64% do PIB para -0,61% do PIB. Para 2026, a estimativa também teve melhora e passou de -0,55% do PIB para um déficit de -0,50% do PIB. Já para 2027, se manteve em déficit de -0,50% do PIB.

Dívida pública
Para a dívida líquida do setor público, a projeção para 2024 subiu de 63,70% do PIB para 63,85% do PIB. E se manteve em 66,40% do PIB em 2025. Para 2026, subiu de 68,35% do PIB para 63,38% do PIB, enquanto a dívida prevista para 2027 estacionou em 69,90% do PIB.

Balança comercial
As projeções para a balança comercial brasileira 2024 subiram, passando de um superávit de US$ 81,55 bilhões para US$ 82,0 bilhões. O saldo positivo estimado para 2025, por sua vez, permaneceu em US$ 76,02 bilhões na semana. Para 2026, a projeção caiu de US$ 77,82 bilhões para US$ 77,32 bilhões, enquanto em 2027 permaneceu em US$ 78,50 bilhões.

Com informações de InfoMoney

Imagem: reprodução Internet

O blog no X