Canaã adquire o kit de testagem para Covid-19 mais caro do Brasil

0
68

A realidade que a nova pandemia do novo coronavírus impõe, requer habilidade e competência de quem é gestor público, ou seja, ordena despesas. Como venho escrevendo, uma crise do nível que vivemos, separa indiscutivelmente homens de meninos. Desta vez cito como exemplo, a notícia que trata sobre a compra de testes rápidos para Covid-19 por parte da Prefeitura de Canaã dos Carajás, na administração de Jeová de Andrade.

Tal procedimento está registrado no site do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), e consta lá que o citado mandatário municipal adquiriu 660 testes por R$ 149.820,00 o que em valor unitário chega a R$ 227,00. Segundo projeções do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Canaã dos Carajás possui estimativa de 37.085 habitantes. O que daria um teste para cada 56 habitantes daquele município. Essa relação na realidade de Canaã dos Carajás, talvez, não seja o maior problema ainda, mas o valor adquirido pelos kits de testagem pelo prefeito, é algo que chama a atenção. É o valor unitário mais caro do país, em relação à aquisição de kit de testagem para o novo coronavírus. Bem acima de valores de outros municípios paraenses.

A título de comparação, em Parauapebas, recentemente, a prefeitura via Secretaria de Saúde (Semsa), sob a gestão de Gilberto Laranjeiras, adquiriu 50 kits (com 20 unidades em cada o que dá 1000 testagens rápidas) a um preço unitário de R$ 130,00. Vale registrar que Parauapebas foi o primeiro município paraense a adquirir testes rápidos para Covid-19 no estado do Pará, além de ter feito tal procedimento sem nenhum questionamento em relação a valores. E isso com recursos próprios. Em comparação com Canaã, por exemplo, a diferença é 95% menor no valor unitário de cada kit.

Tal custo e agilidade na compra está relacionado à competência e bom trânsito em Brasília que Laranjeiras possui, e que foi construído desde quando integrava elevados quadros do Ministério da Saúde, no governo do ex-presidente Michel Temer. Aliás, o apontado secretário vem recebendo sucessivos elogios em relação a sua gestão à frente da Semsa, no pouco tempo de sua gestão, pois ainda irá completar um ano de sua nomeação. Recentemente, o Blog fez uma entrevista com Gilberto Laranjeiras. Leia aqui.

Deixe uma resposta