Deputado Torrinho encerra 2023 sendo um dos destaques da Alepa

COMPARTILHE:

Torrinho Torres (Podemos) não podia encerrar o ano de uma forma melhor. Eleito primeiro suplente de deputado estadual, ele assumiu, em fevereiro, a vaga de titular com o pedido de licença do deputado Igor Normando (MDB), que passou a responder pela Secretaria Estratégica da Cidadania (SEAC), que comanda as Usinas da Paz. E vem se destacando com ações em defesa, sobretudo, das regiões do Araguaia e Sul do Pará, marcadas por conflitos fundiários e falta de infraestrutura.

O deputado tem sido a voz destas regiões na Assembleia Legislativa do Pará (Alepa) e junto ao Governo do Estado. Torrinho tem sido bastante acionado por prefeitos de vários municípios para tratar de assuntos diversos, que resultaram em inúmeras propostas legislativas apresentadas à Mesa Diretora, projetos de lei, moções, entre outros. O deputado também é membro atuante da comissão de ajuda humanitária às famílias retiradas de terras indígenas.

Um dos resultados da atuação parlamentar foi a aprovação de um projeto de lei, de sua autoria, que propõe a prioridade de cirurgia reparadora, pelo Sistema de Saúde Estadual, para a mulher vítima de agressão. De acordo com a proposta, o dano em questão caracteriza-se por qualquer deformidade ou deficiência em relação aos parâmetros físico e estético. A legislação determina que hospitais e centros de saúde estadual, ao receberem vítimas de violência, deverão informar-lhes, no atendimento, da possibilidade de prioridade no acesso gratuito ao procedimento cirúrgico para reparação e para as providências necessárias para sua realização.

Outro destaque nesta legislatura foi a forte atuação do parlamentar na PA 279, fundamental para o desenvolvimento da região, que impulsionou o crescimento econômico, a geração de empregos e a melhoria na qualidade de vida dos cidadãos. Torrinho Torres também articulou, recentemente, junto ao ministro da Cidades, Jader Filho, a liberação de moradias por meio do programa do governo federal, Minha Casa Minha, que contempla imóveis em Santana do Araguaia, Xinguara e São Félix do Xingu.

 

O deputado ainda focou suas atenções nas pautas da área social, e colocou se mandato à disposição dos movimentos na luta para combater as desigualdades sociais e na garantia da dignidade do cidadão. O parlamentar tem discutido, constantemente, propostas que tratam da falta de mobilidade e acessibilidade. Ao lado do governador Helder Barbalho e dos deputados, na Alepa, Torrinho tem ajudado na governança do Estado na busca de avanços para o povo paraense.

 

 

Solução de conflitos

Torrinho recebeu 20.865 votos na última eleição e, a maioria deles, foram da região sul do Pará. Devido a essa representatividade ele tem se posicionado sobre as situações de conflitos que têm ocorrido na região, sobretudo nas terras indígenas Apyterewa e Ituna Itatá. Ele cobra soluções pacíficas do Estado e União em respeito às pessoas que residem nessas localidades.

Segundo o parlamentar, as duas terras são territórios que, historicamente, não são ocupados por povos originários. E com o processo de demarcação, conflitos, insegurança jurídica e crises econômicas estão tomando conta da região. Ele defende os produtores rurais e pede ao governo sensibilidade na busca por solução ao problema que tende a se agravar. Foi iniciativa dele, inclusive, a criação da comissão de ajuda humanitária às famílias retiradas de terras indígenas. Cerca de duas mil pessoas foram retiradas das terras indígenas.

Fotos e informações da Ascom/Deputado Torrinho Torres.

O blog no X