Eleições 2020: candidatos a prefeito de Parauapebas somam R$ 57 milhões em bens declarados

0
563

Com o fim do prazo de registro das candidaturas junto ao Tribunal Superior eleitoral (TSE), temos o real cenário dos candidatos a prefeito e vereador em Parauapebas. O Blog foi buscar nos registros dos candidatos ao Executivo (em processo de aguardando julgamento) os bens que os mesmos declararam ao TSE.

Recentemente o Blog postou matéria que tratou das convenções. Do registro em ata desses eventos, somaram nove candidaturas ao cargo de prefeito de Parauapebas. Restava-se saber se o mesmo quantitativo seria mantido até o prazo final do registro junto ao TSE, o que ocorreu. A conhecida capital do minério terá quase o dobro de candidatos ao Executivo municipal em comparação ao último pleito, em 2016.

Na lista de bens declarados de candidatos, há quem concentre dois e até três dezenas de milhões, outros menos; há aqueles que possuem em bens alguns milhares de reais e até quem não declarou nada, ou seja, não há bens em seu nome. Segue a lista:

Darci Lermen (MDB) – O atual prefeito que disputa à reeleição declarou um total de R$ 183.000,00 – montante somado de duas camionetes e três lotes;

Doutor Rubens (Psol) – Seus bens declarados somam: R$4.424.775,49. Tal volume de bens são distribuídos em seis apartamentos, três veículos, quotas ou quinhões de capital, outras aplicações e investimentos, fundos: ações, mútuos de privatização, Invest;

Falcão (Solidariedade): o candidato declarou ter apenas um imóvel no valor de R$180.000,00;

Gilberto Sá (PTC): o candidato declarou que possui os seguintes bens: duas casas residenciais, 98% da cota do capital: G M J Comercio Artigos de Papelaria LTDA e uma moto. Seu patrimônio soma: R$:165.500,00;

Hipólito (Patriotas): Somou: R$1.210.269,40 – Fundo de Longo Prazo e Fundo de Investimentos em Direitos Creditórios (FIDC), dois terrenos, depósitos bancários, um veículo, outras participações societárias, aplicações e investimentos;

Julio Cesar (PRTB): nenhum bem declarado;

Léo da Cervebras (PSL) – É o segundo mais rico candidato a prefeito. Seu patrimônio declarado chega R$21.300.000,00 – Dois veículos automotores terrestres e dezenas de imóveis;

Marcelo Catalão (Avante) – R$53.500,00 – uma fazenda;

Valmir Mariano (PSD) – O ex-prefeito é de longe o que reúne o maior volume de bens declarados. Sua fortuna chega a R$30.034.695,00. Ela se distribuiu em quotas de capital (Empresa Integral), benfeitorias, imóveis, terrenos e um automóvel.

No site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o leitor encontra em detalhes as declarações de bens dos candidatos acima.

Deixe uma resposta