Eleições 2020: em Parauapebas 435 candidaturas foram registradas

0
517

Os 162.785 eleitores cadastrados em Parauapebas, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), terão 426 opções de voto na urna eletrônica. O quantitativo é a soma dos 417 registros para o cargo de vereador e mais nove para prefeito, haja vista que não se vota diretamente ao cargo de vice-prefeito, que somam nove, gerando um quantitativo total de 435 candidaturas registradas em Parauapebas.

Em 2016, 307 candidatos constavam na urna. Agora temos 435, um aumento de (41,69%) em quatro anos. A concorrência ao parlamento municipal é considerável. São 28 candidaturas por vaga. Aliás, dos atuais 15 vereadores, 13 deles disputam à reeleição. Quem não registrou candidatura entre os edis foram João do Feijão (PSB) e Joelma Leite (PL). Ele não apresentou justificativa; ela tentou concorrer a prefeita, e acabou ficando sem nada. Sobre esse fato, o leitor do Blog pode se aprofundar: “Quem muito quer, nada tem”.

Na Região Norte, Parauapebas ocupa a 11º posição em quantitativo de eleitores. Perde para as capitais nortistas, e também para os municípios paraenses de Ananindeua, Santarém e Marabá. E vem crescendo. Na próxima medição deverá ultrapassar Marabá, que possui atualmente, segundo o TSE, 163.138 eleitores (apenas 334 a mais do que a capital do minério).

Candidaturas por partido

Patriotas – 25 candidatos;

Avante, PRTB, PDT, MDB e PSD – 24 candidaturas cada;

Republicanos, PROS, PP e PSDB – 23 candidaturas cada;

PL e PT – 22 candidaturas cada;

PSB – 19 candidaturas;

PTB e PSL – 18 candidaturas cada;

PMN – 16 candidaturas;

PMB – 14 candidaturas;

PSC – 13 candidaturas;

PSOL – 12 candidaturas;

PCdoB – 10 candidaturas;

PTC – 9 candidaturas;

Solidariedade – 2 candidaturas.

Em Parauapebas temos 294 candidaturas masculinas (67,6%), já as femininas somam 141 (32,4%).  No campo civil, 53% dos candidatos são casados, enquanto 33% se declararam solteiros. Os divorciados somam 10%. No quesito faixa etária, a maioria das candidaturas estão na faixa dos 35 a 39 anos. Um registro transita entre 90 e 94 anos de idade. Nos dados divulgados pelo TSE, 270 candidatos (62%) se declararam pardos; os brancos somam 107 (39%); e os pretos chegam a 56 (12,%).

No campo de formação educacional, os que possuem o ensino médio completo somam 228 (52,41%). Já os que terminaram o ensino superior chegam a 90 (20,69%). O TSE divulgou que, em Parauapebas, 20 candidatos afirmaram só saberem ler e escrever.

O Blog voltará abordar a disputa pelo parlamento municipal, agora sob o ponto de vista financeiro de quem almeja continuar ou sentar em uma das 15 cadeiras daquela Casa de Leis.

Deixe uma resposta