Eleições 2020: pesquisa Doxa praticamente define a eleição em Ananindeua

0
786

A terceira pesquisa da Doxa Comunicação Integrada realizada em 2020 no município de Ananindeua, sendo esta a primeira após o registro das candidaturas, comprova numericamente o que se vem analisando desde o início de 2019: o presidente da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa), Dr. Daniel Santos, deverá o próximo prefeito do citado município, e possivelmente já em primeiro turno.

O Blog analisou todo o processo que envolve o ex-tucano e agora mdebista, desde a sua saída do PSDB e aproximação com os Barbalho. Santos foi o deputado estadual mais votado no Pará, com pouco mais de 115 mil votos, em 2018. A entrevista exclusiva concedida a este veículo, em abril de 2019, já indagava o referido sobre a sua candidatura a prefeito em Ananindeua (Leia Aqui).

Santos tornou-se presidente do parlamento estadual como parte de uma estratégia para mantê-lo com forte capital político, o que poderia (o que de fato ocorreu) lhe garantir mais facilmente a possibilidade comandar a segunda mais populosa municipalidade paraense, além de ser também, o segundo maior colégio eleitoral do Pará com 322.306 eleitores – segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Pois bem, como dito no início e no título deste artigo, a Doxa foi a campo e apresentou os seus números. Vamos a eles:

Estimulada

Dr. Daniel (MDB) tem 52,7%, Carlito Begot (PSD) 5,2%, Alan Bittar (Cidadania) 3,5%; Pedro Soares (PT) 2,3%; Lívia Noronha (PSOL) 2,1%; Jackson (PRTB) 1,5% e João Bernardes, 1,1%. Brancos/Nulos somam 10% e indecisos, 21,6%.

Quando se analisa apenas os votos válidos (sem somar com os brancos e nulos), o candidato do MDB alcança 77%; Carlito Begot 7,6%; Allan Bitar, 5,1%. Pedro Soares 3,4%, Lívia Noronha 3,1%, Jackson 2,2% e João Bernardes 1,6%.

Rejeição

Carlito Begot (PSD) 9,2%; Dr. Daniel (MDB) 5,2%. O petista Pedro Soares vem em seguida com 4,1%; Jackson (PRTB) aparece em seguida com 3,4%. Lívia Noronha (PSOL) 2,5%. Allan Bitar (Cidadania) 5,1%. Fechando a lista dos que obtiveram índice, temos João Bernardes (PTC) 1,6%. Dos entrevistados, 32,1% não rejeitam nenhum dos nomes apresentados e 41,3% decidiram não opinar.

O período de coleta de dados ocorreu entre os dias 24 a 27 de setembro, e consultou 600 eleitores. A margem de erro é de 4,5% para mais ou para menos, com o nível de confiança em 95%. A pesquisa da Doxa foi registrada no TSE sob o número: PA-05485/2020.

Como afirmado em outras postagens, por lá, em Ananindeua, o governador Helder Barbalho terá um forte cabo eleitoral para 2022. Falta Belém.

Deixe uma resposta