IBGE: a confirmação da inversão migratória no Pará

0
3

Na semana passada, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgou a sua costumeira estimativa anual da população do Brasil. O Pará segundo os números é o nono mais populoso da federação, e o primeiro da região norte. A capital Belém, por exemplo, desceu uma posição no ranking entre as capitais mais populosas. Agora ocupa o 12º lugar. Ou seja, a capital do Pará teve a sua população absoluta diminuída. Em contrapartida, o número de pessoas que moram no Pará aumentou.

Em termos analíticos o processo é simples: a capital Belém, perdeu habitantes para outras cidades paraenses, sobretudo, os centros regionais e aqueles municípios ligados à atividades econômicas altamente rentáveis, por exemplo, que desenvolvem atividades minerais.

Não é de hoje que o fluxo migratório clássico (campo ou interior para a cidade ou capitais) se inverteu no Pará. Belém e sua Região Metropolitana (RMB) há pelo menos duas décadas, a capital vem diminuindo gradativamente o montante de migrantes. A metrópole vem piorando a qualidade de vida que oferece a maioria de sua população, sobretudo, aos mais pobres. A violência urbana é outro fator. A capital paraense é a segunda metrópole mais violenta do Brasil.

Apesar das diferenças regionais que o Pará historicamente ostenta, a economia paraense espraiou-se pelo território, sobretudo, no terceiro setor: comércio e serviços. Claro que essa nova dinâmica de serviços foi de forma majoritariamente imposta pelo setor privado, investimentos principalmente na área de entretenimento, como a construção de Shopping Center em diversas cidades de porte médio.

Na estimativa atual em comparação ao ano anterior, praticamente ficou inalterado o ranking dos munícipios mais populosos do Pará.  A capital paraense conta hoje com 1,4 milhão de habitantes. Depois de Belém, os municípios mais populosos (todos acima de 100 mil moradores) são:

Ananindeua       516.057

Santarém          296.302

Marabá             271.594

Parauapebas    202.356

Castanhal         195.253

Abaetetuba      153.380

Cametá            134.100

Marituba          127.858

São F. Xingu   124.806

Bragança        124.184

Barcarena       121.190

Altamira          111.435

Tucuruí           110.516

Paragominas  110.026

Tailândia         103.321

Deixe uma resposta