Parauapebas contará com um Centro de Gestão Ambiental

Compartilhe nas redes sociais.

Já imaginou precisar de vários serviços ligados ao meio ambiente nas esferas municipal, estadual ou federal e eles se concentrarem em um único lugar? Pensando nesta praticidade, está sendo construído em Parauapebas, no bairro Parque dos Carajás, o Centro de Gestão Ambiental (CGA), que atenderá diversas demandas relacionadas ao assunto.

“O Centro foi pensado considerando a alta demanda ambiental da cidade. É para facilitar o acesso da população aos serviços, sem precisar, inclusive, que a pessoa se desloque para outras cidades, muitas vezes apenas para protocolar um documento”, diz Dion Leno, secretário municipal de Meio Ambiente (Semma).

A conclusão da obra está prevista para início do ano que vem. O prédio terá 1.014,00 m2 de área construída com 27 salas, um auditório com capacidade para 100 pessoas e salas de reunião. Ele será entregue todo mobiliado e com computadores de última geração. A estrutura do prédio também poderá ser ampliada futuramente na vertical.

Além de uma estrutura baseada no conceito sustentável, como explica Hestan Lima, coordenador de convênios e projetos da Semma. “É um prédio que terá sistema de reaproveitamento de água, postes com energia fotovoltaica e com janelas bem amplas por onde entrará bastante iluminação natural”, explica Hestan.

O CGA é fruto de uma parceria com a Vale. “A gente fica muito feliz com mais essa obra que vem reforçar todo nosso apoio ao desenvolvimento das políticas públicas ligadas ao meio ambiente”, afirma Plínio Tocchetto, gerente executivo de projetos da mineradora.

“A partir do momento que inaugurarmos este prédio, muitos serviços poderão ser ofertados aqui. Um espaço como este será de grande valia para a população, tanto de Parauapebas como de outros municípios”, explica Darci Lermen, prefeito de Parauapebas.

Informe Publicitário.

2 Comentários

  1. O CGA é uma pauta antiga reividicada por mim e ativistas ambientais.já estive trabalhando no CEAP e apresentei em várias oportunidades qe seria necessário um centro ambiental aonde pudéssemos alocar a secretaria de meio ambiente,ceap e universidades federais e particulares c apoio.
    Atualmente eu vejo qe a política ambiental d Parauapebas está em declínio crescente.O investimento é reduzido na pasta ambiental.
    Inclusive o atual secretário d meio ambiente foi ex-aluno…O problema se agravou depois da gestão d ex-prefeito d Parauapebas.Teve seu 1°ano de mandato com investimentos interessante n problemática ambiental e depois foi reduzindo.
    Nesses últimos anos a secretaria de meio ambiente e o ceap,que são parceiros ñ tem projetos que possam interagir com a pauta ambiental,nós enquanto gestor Ambiental vemos á desqualificação e o despreparo d agentes no cumprimento das atividades ambientais.
    O CGA pode ser uma estratégia pra assegurar a atividade ambiental,todavia ñ vai tirar o ostracismo que se encontrar os projetos e programas d secretaria de meio ambiente.

  2. Neste contexto que se encontrar os projetos e programas d secretaria e ceap podemos sugerir algumas propostas:
    1-criar um programa destinado ao cidadão-ambiental.este programa seria adotada nas escolas públicas d Parauapebas,aonde às crianças e adolescentes seriam agentes precursores d pauta ambiental.
    2-criar projeto de lei na Câmara dos vereadores,visando qualificar e apresentar competências jurídicas aonde o munícipe ñ agridar o meio ambiente d nossa cidade.
    3-criar comissões-ambientais em comunidades d bairros,sendo órgão consultivo pra gerenciamento de investimentos na área ambiental
    4- Aumentar a fiscalização dos impactos ambientais gerados pela má gestão de empresas.
    5-A guarda municipal tem que ser um agente de “educação ambiental ” em praças públicas,e ñ ficar somente na repressão d posturas inadequadas ao trato urbano,seria uma equipe com a apoio d semma e ceap.
    Em fim,eu enquanto professor e gestor Ambiental tenho várias contribuições para resgatar o plano e gestão ambiental da nossa cidade.

Deixe uma resposta