Mais uma etapa do acordo se consolida. Dr. Daniel é expulso do PSDB

0
2

Em política nem toda novidade é algo novo. Em muitos casos ela ocorre de forma propositada, planejada e seguindo etapas. Hoje (14), um dia após o blog anunciar que o deputado estadual Dr. Daniel foi o escolhido para presidir a Assembleia Legislativa do Pará (Alepa), o citado foi expulso do PSDB. Novidade? Nenhuma. Quem acompanha os bastidores do poder como esse blogueiro, que valoriza as suas fontes, já sabia que isso iria ocorrer, talvez, não hoje, e sim nos próximos dias.

Dr. Daniel é hoje o político de maior expressão em Ananindeua, além de ser um agente político emergente. Sua expressiva votação não foi por acaso. Meses antes da eleição ao governo do Pará, o referido costurou acordos, dentre eles o apoio ao candidato do MDB, Helder Barbalho. Isso sob o aval e concordância do prefeito Manoel Pioneiro, que deixou de ser tucano ao ser preterido por Simão Jatene, que escolheu Márcio Miranda.

A expulsão de Daniel estava no pacote, justamente para que ele não perdesse o mandato. Além disso, como afirmado pelo blog, a sua escolha – por parte do governador – para presidir a Assembleia Legislativa, criando ainda mais musculatura para a disputa pela prefeitura de Ananindeua, em 2020.

Racha no PSDB

O governador Helder Barbalho começa a mostra a sua habilidade política. O objetivo do mandatário estadual é implodir internamente o seu principal adversário: o PSDB. Para isso alguns movimentos estão em execução. O primeiro deles após as eleições é a aproximação com os Sabinos. Para isso, foi nomeada Cilene Sabino para comandar a JUCEPA. Ela é irmã do Deputado Federal Celso Sabino do PSDB e do Conselheiro Cipriano Sabino. Há fortes rumores que Celso poderá ser o próximo presidente estadual do PSDB.

Há uma outra questão: a disputa pela prefeitura de Belém. O atual prefeito Zenaldo Coutinho deverá indicar o atual presidente da Câmara de Vereadores da capital, Mauro Freitas para lhe suceder, algo que o grupo de Sabino não quer. Não seria nada de “outro mundo” pensar que, indiretamente o governador apoiaria um Sabino na disputa pelo Palácio Antônio Lemos, considerando obviamente que o MDB deverá ter candidato.

Com a expulsão de Dr. Daniel uma etapa se fecha. Agora outra se inicia com a presidência do parlamento e a disputa pela prefeitura de Ananindeua. Em política nem sempre a surpresa é novidade.

Deixe uma resposta