Parauapebas, usará teste rápido em quem tem sintomas avançados do coronavírus (Covid-19)

0
15

A partir desta terça-feira, 31, em Parauapebas, quem apresenta sintomas avançados do coronavírus (Covid-19) poderá confirmar, em poucos minutos, se foi ou não contagiado pela doença. A longa espera pelo resultado dos exames, até então feitos em Belém, era uma das grandes preocupações do prefeito Darci Lermen, que autorizou a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) a adquirir teste rápido, em caráter de urgência, para o município não depender exclusivamente do governo federal e da mineradora Vale, que anunciaram a distribuição de teste rápido para os Estados.

“Nós ainda não recebemos esses testes e não dava para esperar. Imagina a angústia de quem tem o sintoma do coronavírus e te31m que esperar para saber se tem ou não o vírus. Isso é uma tortura não só para o paciente, mas para o governo e para toda a população que ficam na expectativa sobre o resultado. Então, agora, graças a Deus, com o teste rápido poderemos dar uma resposta de imediato”, diz o prefeito Darci Lermen, para ressaltar que os resultados são muito importantes também para orientar as ações do governo no enfrentamento ao coronavírus.

O extrato do contrato da compra do teste rápido, em caráter de urgência, foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) de hoje e pode ser acessado também no Portal da Transparência da Prefeitura de Parauapebas. O material foi adquirido com recursos do Fundo Municipal da Saúde junto à empresa Methabio Farmacêutica do Brasil, ao valor de R$ 130 mil. E prevê resultado do exame em até 15 minutos.

No Brasil, há municípios que, como Parauapebas, saem à frente e adquirem os testes rápidos, com os próprios recursos, como forma de melhor combater o coronavírus. É o caso de Niterói, onde é grande o número de registros da doença e que a partir desta quarta-feira, 1º de abril, vai usar os testes rápidos.

Fake News

“Tem blogueiro e algumas pessoas dizendo nas redes sociais que estamos usando o coronavírus para cometer irregularidades, que a compra do teste rápido foi uma farsa. Essa acusação é de uma irresponsabilidade enorme. Essas pessoas, sim, estão usando o ano eleitoral para mentir, para nos atacar de forma leviana porque nós provamos que tudo está na legalidade e que nossa preocupação é cuidar da nossa gente e manter nossa cidade livre do coronavírus”, enfatiza Darci Lermen.

Para aplicação do teste rápido, um grupo de profissionais da Saúde foi capacitado pela prefeitura para identificar os casos positivos, que de imediato serão isolados, a exemplo do que foi feito por países como Cingapura e Coréia do Sul. O titular da Semsa, Gilberto Laranjeiras, explica que o teste somente pode ser usado em pacientes que, de fato, apresentem sintomas do Covid-19, como tosse seca, febre, garganta inflamada e dificuldades para respirar. Sintomas esses que somente ficam evidenciados entre cinco e sete dias.

O secretário esclarece que não adianta fazer os exames em pessoas que se queixam de estar gripadas num período entre um e quatro ou até cinco dias porque o resultado dará negativo. “O mais coerente é fazer o teste no sétimo dia, com o paciente apresentando todos os sintomas”, diz Laranjeiras, acrescentando que os testes rápidos aplicam a metodologia de imunocromatografia, destinada à detecção qualitativa específica do que é chamado de IgG e IgM do Covid-19

Parauapebas com um passo à frente

Parauapebas será o primeiro município do Pará a usar os testes rápidos, que estão disponíveis no Pronto Socorro e na Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Gilberto Laranjeiras informa que o uso do teste está sujeito à solicitação médica, o que ainda assim deverá ampliar o número de pacientes que precisam de um diagnóstico.

A orientação de Darci Lermen é para que o serviço garanta agilidade, segurança e tranquilidade à população. “O objetivo é ampliar a cobertura de diagnóstico para uma camada mais ampla da população e descobrir qual é o tamanho real do contágio no município, que já tem um caso confirmado através de exames convencionais”, observa Gilberto Laranjeiras.

Para o prefeito, a compra dos testes rápidos é uma demonstração de que o governo é proativo e que não mede esforços quando a saúde da população está em jogo. “Eu particularmente estou muito alegre, pois estou sentindo que a gente saiu na frente. E isso é bom porque mostra que somos bem proativos, que estamos com o controle da situação e que, nas diversas coisas que vêm acontecendo ao longo do caminho, estamos tendo condições de superá-las com coragem, determinação e até ousadia às vezes”, diz Darci Lermen.

Texto: Hanny Amoras
Assessoria de Comunicação – Ascom

Deixe uma resposta