A Comunicação

Compartilhe nas redes sociais.

Está claro que se faz necessário cada vez mais buscar melhorar e apresentar no campo governamental, uma boa comunicação. E trato aqui de seu formato institucional. Um bom marketing, aliado a uma boa peça de propaganda, geralmente melhoram muito a imagem de uma gestão. No caso de algumas, estas ruins, essas ferramentas persuasivas até salvam. Em outros, não. Não se faz milagre toda hora, e só o marketing não tem capacidade de mudar um cenário ruim, caso não tenha outros pontos de sustentação. Há casos que nem toda a parafernália tecnológica consegue eleger ou manter um determinado grupo no poder. 

No caso do Pará, em âmbito estadual, o PSDB governou por duas décadas, dezesseis anos de forma interrupta, só sendo interrompido uma vez, quando a petista Ana Júlia ganhou a eleição, em 2006. Uma verdadeira dinastia tucana. Quem acompanha política de perto sabe – no caso dos governos do PSDB no Pará – o tempo de gestão do citado partido esteve muito ligado aos fortes e competentes marketing e propaganda, áreas chefiadas por Orly Bezerra.

O referido publicitário como se diz no jargão popular “transformava formiga em elefante”, ou seja, pequenas ações ou obras, em fatos grandiosos, de grande impacto. E isso não foi de graça ou a baixo custo. Segundo levantamento feito pela jornalista Ana Célia Pinheiro, nos últimos sete anos (2011- até início de outubro de 2018), período que compreendeu o segundo e terceiros mandatos de Jatene, o governo torrou mais de R$ 386 milhões em propaganda, em valores atualizados pelo IPCA até a citada data. Mesmo neste caso (diferente do ocorrido em 2014), os tucanos – via candidato de fora do partido (Márcio Miranda é filiado ao DEM) não venceram. O marketing e propaganda não conseguiram reverter um quadro de extremo desgaste que se encontrava o governo de Simão Jatene.

O novo governo completou 10 meses de gestão e, até o momento, vem mantendo ótimo nível de avaliação positiva. Aliado a esse cenário gerencial positivo está um bem construído projeto de comunicação e propaganda institucional, reconhecido até pelos adversários. A equipe chefiada pela jornalista Vera Oliveira, que consegue transpor as ações para as redes sociais de forma elogiável. O próprio governador Helder Barbalho produz conteúdo em suas contas em redes, que são divididas entre ele e sua assessoria, reconhecendo, portanto, a importância de uma boa comunicação.

As ações e movimentações positivas do governo e em especial do governador, são potencializadas por uma boa equipe de produção de conteúdos para as redes, ajudando a propagar para a sociedade através das redes. Isso se reflete na percepção avaliativa, que vai muito bem, obrigado.

No quesito comunicação, o PSDB parecia imbatível. Hoje tem a concorrência do MDB, com a diferença de ação e presença de quem comanda o Poder Executivo Estadual, que tem como característica pessoal, ser personalista. Helder percebeu que esse é o caminho e seguirá por ele, com forte ação comunicativa e de propaganda. 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta