A última pesquisa Doxa sobre a disputa pelo governo do Pará será divulgada no sábado. A expectativa é enorme

Compartilhe nas redes sociais.

A Doxa Arte e Comunicação foi fundada em 2005, e logo mais tarde se transformou em Doxa Comunicação Integrada – empresa composta por vários profissionais e que oferecem serviços inovadores e atualizados com as novas mídias da comunicação digital e tecnologias dos sistemas de informação, tendência para o futuro da comunicação publicitária. No entanto, a história da Doxa é oriunda de profissionais com vasta experiência, há mais de 15 anos, em pesquisa de opinião quantitativa e qualitativa que buscaram colocar seus conhecimentos na ampliação do mercado, atendendo de forma integral seu cliente.

A “Doxa Pesquisa” trabalha com Pesquisa Política e de Mercado nas mais diversas localidades do Norte e Nordeste do país, além de prestar consultoria política e Marketing Digital. A Doxa é comandada por seu diretor-presidente Dornélio Silva. Essas são as informações que constam em seu site, disponível ao visitante, em sua aba “sobre”.

Na reta final da campanha deste segundo turno ao governo do Pará, o clima ainda é de muita expectativa, sobretudo no que diz respeito a última pesquisa da Doxa, que será divulgada no próximo sábado, às vésperas da eleição. O último levantamento da Doxa mostrará o quê? Empate técnico entre os candidatos Helder Barbalho e Márcio Miranda? A virada do candidato do Democratas? Ou a confirmação da estabilização dos números de ambos, a exemplo dos dois levantamentos anteriores da Doxa neste segundo turno? Ou ainda o aumento da diferença favorável ao Barbalho? Independente dos números apresentados, a expectativa é grande. A última pesquisa da Doxa terá poder de influenciar mudanças nos votos? Balizará o eleitorado, sobretudo os indecisos?

A expectativa faz sentido. Os números apresentados foram os que mais se aproximaram da realidade em relação a disputa ao Palácio dos Despachos. Ou será que agora, em seu último levantamento desta eleição estadual, os números ficarão distantes do resultado das urnas? Tudo é possível, mas creio que essa possibilidade de erro não ocorra, pelo menos, de forma mais elástica, acima, por exemplo, da margem de erro. A série histórica de acertos são o maior salvo-conduto da Doxa.

Se os números que serão divulgados no sábado estiverem em consonância com as urnas, a Doxa terá feito história na eleição de 2018 no Pará.  Aguardemos a pesquisa.

2 Comentários

  1. Depois desse comercisl que fizeste desse instituto “doquinha”, quero te dizer que sei os números da última pesquisa fake deste 2o turno: MM estará 1% à frente de Helder Barbalho. A pergunta é: como sei disso, cara pálida? O instituto “doquinha” tem sido usado por Carlos Santos, em tentativa desesperada, para continuar mamando nas tetas no Estado. Tentativa, ressalte-se, que mostrar-se-á vã. E tenho dito.

  2. falei a senhor dono do blog há 15 dias antes da eleição que o Doxia estava errado que o HELDER ganharia a eleição. Os búzios não metem jamais.

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.