Cadê o dinheiro que tava aqui?

Compartilhe nas redes sociais.

img-20161104-wa0009-1

O título deste post parece mais uma matéria do programa Fantástico, da Rede Globo, em que reportagens investigativas mostram os desmandos com o dinheiro público pelo Brasil. O blog recebeu informação de um servidor da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), que enviou a este blogueiro, texto retratando a atual situação calamitosa em que se encontra uma das secretarias mais importantes do município.

Além do texto abaixo, foi recebido prints de conversas entre servidores da referida secretaria, via rede social, mas em respeito aos nomes que constam, haja vista, que não foi autorizado exposição, não irei postá-los. Não é novidade que a Semas é uma das pastas municipais que mais sofreram com má gestão no atual governo. Não é surpresa, infelizmente, que a referida secretaria encontra-se sucateada, bem diferente de outras épocas em que era um dos maiores orçamentos municipais, haja vista, o volumoso repasse federal aos cofres municipais daquela pasta.

Segue abaixo o texto enviado:

Desde sexta-feira da semana passada (28 de outubro), a internet de todas as unidades vinculadas à Secretaria Municipal de Assistência Social está cortada por falta de pagamento. Com isso, os serviços disponibilizados no Sistema Nacional de Emprego – SINE, no Sistema do Cadastro Único para Programas Sociais – CadÚnico e no Programa Bolsa Família estão inoperantes.

 O Conselho Tutelar, os Abrigos Institucionais e demais Unidades trabalham de forma deficiente, sem poder encaminhar ou receber e-mails.

Caso você necessite dar entrada no seu seguro-desemprego junto ao SINE e amanhã porventura for o último dia do seu prazo, você terá que ir até Marabá fazer isso. Basta se dirigir ao SINE e confirmar que não há internet.

Até o momento, não há previsão para que seja realizado o pagamento da internet e normalizado o acesso à internet na SEMAS.

Como se percebe, o texto apresenta situação caótica. Serviços básicos que permitem a manutenção das atividades diárias e atendimento ao público estão – segundo o texto enviado – não sendo realizados por falta de pagamento dos serviços prestados. Essa realidade, segundo fontes está ocorrendo em outros setores do governo Valmir. Após a derrota nas urnas, atual gestão parece que deixou em segundo plano suas responsabilidades e atribuições funcionais. Basta andar rapidamente pela cidade que se percebe que o descaso começa a imperar. Pelo visto, o novo governo deverá enfrentar grande desafio para iniciar a sua gestão.

O blog deixa o espaço à disposição para esclarecimentos por parte da Prefeitura de Parauapebas sobre a denúncia apresentada.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta