Eleição 2018: Helder Barbalho é eleito governador do Pará

Compartilhe nas redes sociais.

Após concorrer pela segunda vez ao governo do Pará, e depois de ter amargado uma indigesta derrota em 2014, Helder Barbalho (MDB) foi eleito governador do Pará. Ganhou com certa folga de seu adversário, o Democrata Márcio Miranda. Sendo assim encerra-se a dinastia tucana que durava duas décadas, e que foi interrompida uma única vez, quando o PT venceu a eleição ao Palácio dos Despachos, em 2006, portanto, o PSDB ficou no poder por dezesseis anos ininterruptos.

Helder Barbalho conseguiu votação expressiva, foram mais 2,06 milhões de votos (55,4% do total dos válidos) contra 1,65 milhão de votos (44,5% do total dos válidos) de Márcio Miranda. Diferença considerável de quase 400 mil votos. O candidato do MDB conseguiu quase 200 mil votos a mais do seu quantitativo do primeiro turno (1,8 milhão); enquanto Miranda conseguiu quase meio milhão de votos em comparação com a disputa anterior.

Alguns erros cometidos em 2014 foram corrigidos e os que aconteceram no tocante à estratégia político-eleitoral nesta eleição não foram suficientes para o encaminhamento de mais um revés aos Barbalho. Conforme sucessivamente abordado pelo blog, o candidato do MDB venceu novamente e consolidou a sua votação na Região Metropolitana de Belém, e em outros importantes colégios eleitorais, porém perdeu para o seu adversário em outros como Marabá e Parauapebas (este com o prefeito sendo do mesmo partido do governador eleito).

Conforme adiantado em outra análise: ” Para a vitória eleitoral dos Barbalho ficar completa, falta o principal: Helder eleito governador” (Clique aqui para acessar) agora não precisa mais. O pai, Jader Barbalho se reelegeu como o mais votado para o Senado Federal; a mãe, Elcione, teve o segundo melhor desempenho entre os candidatos que conseguiram se reeleger para a Câmara Federal (no caso dela, pela quinta vez), dando um salto da 12ª posição em 2014 para a 3ª nesta eleição (de 87 mil para 165 mil votos, de 2,32% do total para 4,1%). O primo de seu pai, José Priante, um pouco atrás de Elcione, renovou o mandato.

A família Barbalho atingiu o seu ápice na política paraense, com a vitória do herdeiro político da atual geração.

2 Comentários

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.