Helder Barbalho anunciou mais um nome para compor o seu futuro governo

Compartilhe nas redes sociais.

Seguindo o procedimento padrão de anúncio adotado, o governador eleito Helder Barbalho tornou público mais um nome que irá compor o seu governo. Mais uma escolha seguindo a orientação técnica, Braselino Assunção foi anunciado como o futuro presidente do Banco do Estado do Pará (Banpara). O citado é funcionário de carreira daquela instituição bancária há 42 anos, sendo formado em Ciências Contábeis com pós-graduação em Auditória, Controladoria e Finanças pela Universidade da Amazônia – Unama.

Após o anúncio do futuro presidente do Banpara, o governador eleito afirmou em sua conta no Twitter: “Vamos trabalhar para que o banco esteja presente em todos os municípios e também na ampliação de serviços, ofertando microcrédito em áreas como construção civil, gerando mais empregos em nosso estado.”

Com a exceção do anúncio de Parsifal Pontes, que foi de orientação política, haja vista, que uma das atribuições da Casa Civil é essa; os outros nomes foram enquadrados como técnicos. O governador eleito está próximo de fechar o seu primeiro bloco de anúncios dentro da área econômica e planejamento de sua futura gestão, e parece que a definição pelas referidas áreas é justamente para blindá-las das ingerências políticas.

Helder Barbalho segue adiando as negociações políticas, ou as que estão em curso (conduzidas pelo próprio mandatário e por seu auxiliar mais próximo, Parsifal Pontes) seguem em ritmo lento ou adequado aos interesses do novo governador, que prioriza claramente a composição dos espaços pelo viés técnico em detrimento ao político.

Helder Barbalho ainda tem um grande “abacaxi” para descascar: a escolha do novo presidente da Assembléia Legislativa. O assunto ainda não é prioridade, mas deverá ser definido após a montagem do secretariado, ou, pelo menos, quando finalizar as indicações de perfil técnico, haja vista, que dependendo dos nomes a serem anunciados, a composição no parlamento poderá ser alterada, reconfigurando a relação das forças legislativas, e consequentemente a futura base governista.

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.