No Pará, Parauapebas lidera em volume de investimentos

Compartilhe nas redes sociais.

Ainda no bojo da discussão sobre os dados tornados públicos da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) em relação aos municípios brasileiros, em especial as suas finanças (assunto já tratado por este Blog nos dois artigos anteriores a este), apontou um quadro caótico em relação a gestão fiscal da ampla maioria das prefeituras paraenses (91,6%) que receberam a classificação “difícil” ou “crítica”.

Por outro lado e distante da citada realidade está Parauapebas. Segundo dados da Firjan, o mencionado município do sudeste paraense é o primeiro do Pará em nível de investimentos, e se posiciona em 187º no ranking nacional. O dado mais relevante e que serve como parâmetro de análise é o Índice Firjan de Gestão Fiscal (IFGF), e nele Parauapebas aparece com 0,8097 (Excelência de gestão ou conceito “A”, fica entre 0,8 e 1,0). Os números de Parauapebas o colocam em quinto melhor no citado quesito entre todos os municípios do norte do Brasil. 

Outro dado altamente relevante é que o nosso município conseguiu nota máxima (1,0) no indicador que mede a relação de receita para investimentos. O índice ainda analisou o peso da folha de pagamentos, e percebeu-se que, Parauapebas recebeu a nota 0,95 por ter mantido baixo comprometimento do tesouro municipal com despesas de pessoal. Por outro lado, a mesma pesquisa apontou que ainda falta melhor nível de planejamento em seu bilionário orçamento, pois a nota ficou em 0,43 (referente a nível de liquidez).

No que se refere ao nível de investimento, percebe-se na prática tal medição. A cidade tornou-se um canteiro de obras, o que fez gerar alto índice de ocupação, diminuindo drasticamente o anterior nível alarmante de desempregados. Claro que esse cenário de retomada de vagas de emprego não está ligado só ao grande volume de obras do poder público municipal, mas também aos investimentos privados, que sobem a cada mês, e impulsionam a economia parauapebense. 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta