Nota do Blog a montagem do governo Darci Lermen

Compartilhe nas redes sociais.

Ontem à noite ao receber uma lista que estava rolando pela cidade de Parauapebas, a li, analisei e em seguida postei. Meu ato foi realizado após uma breve análise sobre os nomes e inclusive pesquisando aos que não conhecia e verificando se, de fato, havia ligação, coerência nas indicações. Vários nomes estão relacionados de forma correta aos cargos indicados, não só por área de atuação ou experiência exercida nas funções, mas pelo novo contexto político que a cidade se encontra.

Pois bem, logo em seguida, o próprio prefeito eleito, Darci Lermen, divulgou áudio em uma rede social de mensagem instantânea, negando veracidade de tal documento, afirmando que não é real e que ele ainda não está tratando da montagem de seu governo. Fará tal ação após um breve período de descanso, iniciando os trabalhos em novembro. Afirmou ainda que até o prezado momento não há acordos políticos sendo fechados.

Vamos aos fatos. Primeiramente tal áudio da forma como foi divulgado, demonstra certa preocupação do referido mandatário político recém-eleito com o impacto, geralmente negativo, da divulgação da lista. Montagem de governo é algo complicado, não parece em nada com a facilidade que aparenta ser o processo. Há diversos caminhos a serem percorridos. Há a cota pessoal do prefeito, dos vereadores da base, dos acordos firmados em campanha, dos espaços que a princípio precisam ficar em abertos para fechamentos de acordos que ainda virão, por exemplo, com os vereadores que hoje estão na oposição e que podem, pelo menos, alguns, mudar de lado e serem contemplados com secretarias.

O corre-corre para desmentir não é pelo simples fato de ser ou não real a tal lista e sim diminuir o estrago em relação aos acordos que estão sendo encaminhados ou que serão ainda fechados. O erro foi o vazamento do referido documento. Esse tipo de processo é sigiloso (apesar de sempre vazar ou criar especulações a todo momento), mas vazar lista é complicado, mesmo não sendo, talvez, documento verídico. Cria alvoroço no campo que apoiou e que não se viu ainda contemplado. 

O que não se pode aceitar é que Darci afirme que não há acordos que estão sendo fechados ou nomes já indicados ao 1º escalão de seu governo. Que nada está acertado. Isso é desculpa. Aos que vivem e conhecem um pouco a política como eu, sabe que não procede. Ainda mais pelo perfil do prefeito eleito, um articulador e centralizador nato. Montagem de governo se faz logo após o processo. Rodadas e mais rodadas de negociações, conversas e acordos a todo o momento. Se produz uma, duas, três, várias listas de montagem de governo, uma nova a cada reunião. Portanto, há sim acordos sendo fechados. Recebo informações que estão, inclusive em algumas áreas de governo, bem adiantadas.

Mas como o prefeito eleito disse que estará indo descansar uns dias, desejo ao novo mandatário da política parauapebense bom descanso. Na sua volta, início de novembro, quando ele “oficialmente” irá conduzir a montagem de seu futuro governo, iremos analisar, comparar e verificar se – de fato – como disse os acordos estavam sendo fechados. Bom descanso, Darci.

Nota sobre o caso:

Em relação ao assunto abordado ontem, que foi postado por mim, recebi muitos apoios e alguns ataques. Algumas acusações que a mim foram feitas não condizem com a verdade. Quem me conhece sabe da forma como zelo e trato o meu blog, por isso não se sustenta qualquer insinuação negativa a minha atuação como blogueiro. Pelo contrário, sou reconhecido pela maioria dos leitores como um blogueiro imparcial em minhas abordagens, o que me orgulha muito.

Sou muito responsável naquilo que escrevo e publico e não me deixo levar por situações oportunistas. Se assim fosse, publicaria todas as denúncias que recebo (e não são poucas), em busca de milhares de acessos ao blog, levando em consideração que esse modelo é muito apreciado pela maioria da população. Mas como digo aos amigos mais próximos, busco não só acessos (seria hipocrisia dizer o contrário) mais também qualidade nos acessos.

Não faço a linha ataque pessoal e nem vou pelo viés da baixaria. Odeio picuinhas que tanto fazem parte da nossa cultura em fazer política e igualmente atrasam o país. A polêmica neste caso se faz por algumas pessoas que não sabem a diferença entre esboço e definitivo, desconhecendo assim os trâmites na formação de governos e bastidores políticos. Essa confusão é sustentada por má-fé ou desconhecimento mesmo. Prefiro acreditar na segunda hipótese.

Fui muito crítico ao governo Valmir e em todos os apontamentos foram no sentido construtivista. Visando provocar o debate, a reflexão sobre alguns temas da cidade. Nenhum post teve cunho pessoal. Manterei a mesma postura no futuro governo, elogiar quando acertar e criticar quando julgar a decisão errônea. Vamos que vamos.

1 Comentário

  1. Belo pôster, sua imparcialidade é muito importante e mostrar quão profissional você é. Sua análises nos ajuda a entender os processos políticos local, regional e nacional. Parabéns.

Deixe uma resposta