Portas fechadas ao Brasil

0
986

O Brasil tem batido recordes mundiais de mortes e infecções pelo novo coronavírus desde fevereiro de 2021, segundo informações do site Our World in Data, da Universidade de Oxford. Por isso, muitos países do mundo – que somam, neste momento, 108, conforme levantamento feito pelo jornal O Estado de S. Paulo – proibiram a entrada de brasileiros em seu território.

Ao redor do mundo, ainda 89 países permitem a entrada de nacionais do Brasil, e estão concentrados no Caribe, na África Subsaariana e no leste europeu. Todos os destinos turísticos mais procurados por brasileiros, como Estados Unidos, Argentina, Itália, Espanha e Portugal, negam acesso a viajantes que não tenham justificativa de trabalho, segundo matéria do UOL.

Dos dez países que mais receberam brasileiros em 2019, só dois continuam permitindo a entrada: México e Paraguai. Na vizinhança sul americana, o Chile e a Bolívia começaram a barrar em suas fronteiras a passagem de brasileiros. Países da América Central, como Cuba, Haiti e República Dominicana, ainda permitem a nossa entrada, mas isso ocorre devido à dependência turística que tem significativa representação econômica destes países.

O Ministério das Relações Exteriores (MRE) informou que não mantém uma lista atualizada dos países que permitem ou não a entrada de brasileiros. O Itamaraty destacou que as medidas de proibição de entrada de pessoas vindas do Brasil não são “discriminatórias” contra brasileiros, e se devem à disseminação das novas variantes do coronavírus no país. Não se pode esquecer que hoje, infelizmente, somos considerados o “celeiro” de novas cepas do novo coronavírus.

O principal critério justificado para a dotação de medidas mais drásticas, como proibição de voos ou de entrada de passageiros, tem sido a detecção de novas variantes do coronavírus, o que atinge não apenas o Brasil, mas também países como Reino Unido, Irlanda, África do Sul, Dinamarca e Japão. Esse é o mesmo critério que justifica a proibição, ora vigente, de ingresso no Brasil de voos oriundos do Reino Unido e da África do Sul, embora a fronteira aérea esteja aberta a voos e viajantes provenientes dos demais países, desde que cumpridos certos requisitos sanitários”, disse a pasta.

Ontem, 13, o governo francês anunciou que suspendeu todos os voos que saiam de seu território em direção ao Brasil, ou que tenha origem neste com destino a França. Tal medida restritiva deverá ser adotada por outros países europeus. Tudo porque é de conhecimento do mundo que a pandemia do novo coronavírus no Brasil está sem controle, com elevados índices de contágio e óbitos. Além disso, o ritmo de vacinação é lento. Apesar de o governo federal publicitar que somos a quinta nação que mais vacina no mundo, em comparação com o total da população (216 milhões, segundo o IBGE), quando se analisa essa relação, ficamos bem distantes do topo, o que, neste ritmo, segundo especialistas, só iremos imunizar toda a população no próximo ano.

Inevitavelmente, pelas circunstâncias, a ampla maioria dos países temem os brasileiros e fecham as “portas” ao Brasil. Somos um risco para o mundo.

Deixe uma resposta