Vale bate recordes em minério de ferro, cobre e transporte ferroviário no Pará

0
0
A Vale
investiu mais de US$ 1,8 bilhão no Pará no quarto trimestre de 2014, um aumento
de 20% em relação ao trimestre anterior do mesmo ano. No acumulado dos doze
meses, os investimentos da empresa alcançaram mais de US$ 6,1 bilhões no
Estado. Na área socioambiental, a empresa investiu US$ 59 milhões no último
trimestre de 2014 e, ao longo do ano, totalizaram US$ 170 milhões.
Destaques
2014
A Vale
obteve, em novembro, as licenças para expandir a mina N4WS, localizada em
Carajás, dando suporte ao plano de produção de minério de ferro para 2015 e
2016. A empresa também concluiu o projeto de ferro Serra Leste, localizado em
Curionópolis.
O Projeto
Ferro Carajás S11D (incluindo mina, usina e logística associada – CLN S11D)
está avançando de acordo com o planejado e alcançou 42% de avanço físico
consolidado no quarto trimestre de 2014. Neste período, a Vale iniciou a
montagem eletromecânica na mina e das correias transportadoras de longa
distância e recebeu todos os eletrocentros para o sistema truckless (estrutura
composta por escavadeiras e britadores móveis).
Na
infraestrutura logística, 9 dos 48 segmentos de duplicação da Estrada de Ferro
Carajás (EFC) foram entregues no ano e o ramal ferroviário que ligará a mina
S11D, em Canaã dos Carajás, à ferrovia, em Parauapebas, alcançou 45% de avanço
físico. Quando concluída, a construção do ramal ferroviário de 101 km,
permitirá escoar toda a produção do minério de ferro produzido em S11D. O
início de operação do projeto está previsto para o segundo semestre de 2016.
Minério
de ferro
Em 2014,
a produção total de minério de ferro da Vale atingiu o recorde de 319,2 milhões
de toneladas. Deste total, Carajás produziu 119,7 milhões de toneladas, o que
representa um novo recorde, além de aumento de 14,8 milhões de toneladas em
relação a 2013.
Em base
trimestral, Carajás também atingiu um novo recorde histórico, com produção de
34,9 milhões de toneladas no quarto trimestre de 2014, volume 8,4% e 10,4%
acima do produzido no trimestre anterior do mesmo ano e no quarto trimestre de
2013, respectivamente.
Quanto ao
transporte, no período de outubro a dezembro de 2014, a Vale movimentou 32,9
milhões de toneladas pela Estrada de Ferro Carajás (EFC), um novo recorde
trimestral, ficando 2,1 milhões de toneladas acima em relação ao mesmo período
do ano passado. Já os embarques totalizaram 32,8 milhões de toneladas, o que
representa outro recorde trimestral, ficando 1,5 milhões de toneladas acima do
4º trimestre de 2013.
Cobre
A
produção de cobre da Vale alcançou um novo recorde anual de 379,7 mil toneladas
em 2014. No Brasil, a produção foi de 208 mil toneladas nas minas de Salobo e
Sossego.

Salobo
totalizou 31,6 mil toneladas de cobre contido em concentrado no último
trimestre de 2014, um novo recorde para a operação, movido pelo início das
operações em curso de Salobo II. O empreendimento tem mina em Marabá. Já a
produção de cobre na mina de Sossego (Canaã dos Carajás), no último trimestre
do ano passado, totalizou 26, 9 mil toneladas de cobre contido em concentrado.
Fonte: Ascom – Vale

Deixe uma resposta