No Pará, demandas dos municípios terão destaque na primeira edição da Marcha de prefeitos

0
1

Hoje (15), os municípios paraenses começam a vivenciar um momento político inédito durante a 1ª Marcha a Belém em Defesa dos Municípios Paraenses.  A partir das 8h, no Hangar – Centro de Convenções, prefeitos de todas as regiões do estado estarão lado a lado dos parlamentares federais e estaduais, e de representantes dos Governos Estadual e Federal, dialogando sobre as principais demandas das regiões paraenses.

“A ideia da primeira Marcha a Belém surgiu da reunião do Conselho Político da Famep, junto com o Conselho Político da CNM. A proposta é que ela seja contínua, todos os anos, e será paralela a Marcha à Brasília, acompanhando o clima que é gerado pela mobilização nacional”, explica o presidente da Federação das Associações dos Municípios do Estado do Pará (Famep), Xarão Leão.

Tanto a Marcha na versão paraense, quanto a Marcha nacional, são espaços de lutas para definir e alertar autoridades do executivo, legislativo e judiciário sobre temas que permitam aos municípios serem de fato autônomos, além de mostrar ao cidadão os caminhos que os gestores municipais defendem como solução para enfrentar e vencer a crise que a todos atinge. A iniciativa é realizada pela Famep, Associações e Consórcios Municipalistas e pela Confederação Nacional de Municípios (CNM).

“O objetivo é poder discutir os problemas que se referem basicamente aos municípios do Pará e as propostas a serem apresentadas a bancada do estado e do governo para tentar encontrar soluções a essas demandas”, destaca o presidente da Famep, Xarão Leão.

Implantação definitiva da Hidrovia do Tocantins, com o derrocamento do Pedral do Lourenço; conclusão da BR 230, a Rodovia Transamazônica; conclusão do rebaixamento do linhão do Marajó com fibra ótica; e continuação do Programa “Luz para Todos”. Essas são algumas das ações necessárias para impulsionar o desenvolvimento dos municípios e melhorar a vida da população, e que serão apresentadas aos deputados federais.

Já entre as demandas estaduais estão melhorias de infraestrutura das estradas estaduais, ampliação da rede de distribuição de água da Cosanpa, ampliação do Programa Municípios Verdes, criação de mais campi da UEPA e regularização de repasses na área da saúde, etc. A 1ª Marcha segue os moldes da XX Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios e representa uma união dos gestores municipais em busca de melhores condições de vida para os paraenses.

Fonte: CNM – Confederação Nacional de Municípios.

Deixe uma resposta