Pesquisa Doxa: Márcio Miranda chegou. E agora?

COMPARTILHE:

Na manhã de hoje, 21, a Doxa divulgou a sua segunda pesquisa ao governo do Pará. Os resultados não são nem um pouco favoráveis ao candidato do MDB, Helder Barbalho. Por outro lado, o referido levantamento deixa o outro lado, o do candidato do DEM, Márcio Miranda, entusiasmado.

Helder Barbalho (MDB) obteve 45,9% das intenções de voto; Márcio Miranda (DEM) ficou com 40,4%. Indecisos somam 4,7%; e os que pretendem votar branco ou anular o voto são 9,0%.

O blog se preserva em fazer comparações de pesquisas de institutos diferentes, por conta de assimetrias em relação ao método de aplicação, cabe, portanto, neste caso, comparar com a primeira pesquisa da Doxa deste segundo turno, lançada no último dia 14. Nela, o candidato do MDB obteve 46,8% das intenções de voto; já o candidato do DEM ficou com 39,4%. Indecisos somavam 6,6%; e os que pretendiam votar branco ou anular o voto eram 7,2%.

No comparativo entre as duas pesquisas da Doxa, Helder Barbalho caiu 0,9% e Márcio Miranda subiu 1%. A diferença que antes estava em 7,4 baixou para 5,5. O período de levantamento dos dados da pesquisa mais recente foi entre 17 a 20 de outubro com 1.896 eleitores, entrevistados nas seis mesorregiões do Estado. Portanto, os entrevistados ao responderem já tinham (supostamente a maioria) conhecimento sobre a prisão do ex-prefeito de Marabá, João Salame, que era um dos maiores “puxadores” de votos do candidato do MDB nas regiões sul e sudeste (haja vista que a assessoria do ex-ministro desmentiu a informação de que o ex-alcaide marabaense era um dos coordenadores de campanha). O caso teve influência? Se sim, muito pequena ainda (pelo fato ter sido simultâneo ao levantamento das informações junto aos entrevistados, e sem ter sido explorado pelos adversários), quem sabe na próxima pesquisa?

Márcio Miranda teve crescimento pequeno, porém, no caso dele, qualquer subida é digna de comemoração. O ungido de Jatene saiu de 2% nas primeiras pesquisas (à época Helder Barbalho na condição de ministro da Integração Nacional e pré-candidato ao governo do Pará, aparecia com 38%), e chegou a 40%, contra 45% de seu adversário neste segundo turno.

Novamente, como no primeiro turno, diferente dos institutos Ibope e Real Big Data (que já colocam a faixa de governador eleito em Helder Barbalho), a Doxa apresenta uma disputa acirrada e indefinida. Márcio Miranda chegou. E agora?

O blog no Twitter!