Rapidinhas do Branco – LVIII

COMPARTILHE:

Qual postura?

Daqui a pouco teremos a primeira sessão do ano com a presença do vereador Aurélio Goiano (PL), reconduzido ao cargo por decisão do pleno do Tribunal de Justiça do Pará. A pergunta que fica: qual postura Goiano terá em seu retorno à Casa de Leis? A mesma de antes, considerada por muitos como truculenta e que não o faz expandir a sua margem de votos? Ou a que vem adotando, orientado por marqueteiros, em que aparece muito mais, digamos, “leve”?

Euforia estranha 

Apoiadores de alguns pré-candidatos vinham afirmando que no dia 11, data em que, coincidentemente, o vereador Aurélio Goiano foi reconduzido ao seu mandato, Parauapebas teria uma grande surpresa. Que coincidência! Premunição? Alguns destes apoiadores preconizavam sem disfarçar a euforia do possível retorno de Goiano ao mandato.

Infidelidade partidária 

Após a confirmação de retorno de Aurélio Goiano ao mandato de vereador, o edil filiado ao PL, a questão debatida na cidade era se o seu suplente Cássio da VS-10 iria solicitar junto ao seu partido, o PSD, a cadeira, tendo como base a troca de partido fora da chamada “janela” partidária. A coluna procurou uma pessoa próxima à Executiva estadual do PSD, que afirmou não ser possível enquadrar o caso em infidelidade partidária, pois a saída teve anuência do presidente estadual da legenda, o deputado federal Júnior Ferrari.

Expansão da “República de Ananindeua” I

O retorno de Aurélio Goiano ao mandato de vereador é cercado por rumores. Na teoria, a decisão do pleno foi de restabelecer a segurança jurídica. No plano político, “forças” externas criaram as condições de retorno de Aurélio ao parlamento municipal. O que acostumou-se chamar de “República de Ananindeua”, um movimento atualmente liderado por Daniel Santos, atual prefeito do segundo município mais populoso do Pará, conseguiu mexer no tabuleiro político de Parauapebas.

Expansão da “República de Ananindeua” II

Além de Parauapebas, a “República de Ananindeua” estende os seus “tentáculos” para diversas outras regiões do Pará. Daniel mira em Tucuruí, com apoio a Eliane Lima, favorita na disputa eleitoral daquela municipalidade; assim como em Marabá, apoiando o deputado estadual Tony Cunha; em Santarém como o “JK do Povão”; Castanhal, atiçando o ex-deputado estadual Márcio Miranda a se lançar candidato a prefeito. Fechando a lista (que tende a crescer) está Oriximiná, no Oeste do Pará, com apoio a reeleição do Delegado Fonseca. Uma constatação: todos os listados fazem oposição ao governo Helder.

Enfrentamento em 2026

Os mais próximos do prefeito de Ananindeua, Daniel Santos, afirmam que ele decidiu disputar em 2026 o governo do Pará, mesmo sem apoio de Helder Barbalho. Para isso, já vem se articulando. Alguns dizem que o atual mandatário estadual irá contê-lo oferecendo a segunda vaga ao Senado Federal. O que dizem que Daniel não aceitará. Nesse jogo de “estica e puxa”, o embate promete ser pesado.

Gasto com publicidade

Todo mês, o Blog do Branco apresenta a lista dos gastos da bancada federal do Pará em relação ao uso da cota parlamentar. No mês de novembro, quem liderou a lista, ou seja, quem mais gastou foi a deputada federal e primeira-dama de Ananindeua, Alessandra Haber (ainda no MDB). Nada mais nada menos do que pouco mais de 61 mil reais, sendo R$ 59,5 mil em publicidade. Haja propaganda!

Oriente Médio e o lixo

A viagem do prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues (ainda no Psol) aos Emirados Árabes Unidos, por conta da realização da COP-28, ainda repercute, claro, negativamente ao mandatário municipal da capital. Sua ida a Dubai até que faz sentido, pois em 2025, Belém será sede do evento. Todavia, dificilmente, Edmilson estará na conferência como prefeito.

Sede confirmada 

Ontem (11), a capital paraense, Belém, foi oficialmente confirmada como sede da Conferência do Clima sobre Mudanças Climáticas (COP 30), marcada para os dia 10 e 21 de novembro de 2025. A decisão foi tomada em consenso durante a plenária da COP28, realizada em Dubai, nos Emirados Árabes.

Capitalização política 

Inegavelmente, o governador do Pará, Helder Barbalho, conseguiu ser o maior capitalizador político na COP-28, em Dubai. Sua participação no evento, o tornou ainda mais conhecido e ser apontado como um dos líderes quando se trata de ações sustentáveis e mudança na matriz energética brasileira. Conforme dito em outras colunas, a pauta ambiental será o seu passaporte para voos maiores em 2026

Darci em estado natural  

A tragédia ocorrida no acampamento Terra e Liberdade, localizado em Palmares II, em que nove pessoas, infelizmente, morreram, fez o prefeito Darci Lermen retornar ao seu modo, digamos, natural, ou estado puro, tamanha é a sua relação com movimentos sociais, neste caso, o de luta pela Terra. Apesar do triste fato, o mandatário da capital do minério se sentiu “em casa”, à vontade no acampamento. Vale lembrar que a origem de Lermen vem do MST.

Supremacia Gadelha 

O colunista esteve nos últimos dias em Canaã dos Carajás. É perceptível nas ruas a satisfação da ampla maioria da população com a gestão da prefeita Josemira Gadelha (MDB). O ex-prefeito Jeová Andrade (PL) vem tentando se manter competitivo na disputa eleitoral do próximo ano. Todavia, com o alto nível de popularidade da atual mandatária, além da poderosa máquina municipal, a reeleição de Gadelha é dada como garantida.

Viúva-negra eleitoral 

Todos sabem que a aranha viúva-negra é conhecida por praticar o canibalismo sexual, sendo que a fêmea devora o macho após a cópula. Dito isto, podemos fazer uma analogia à seara política. Portanto, a nossa promove canibalismo eleitoral. Pior que o histórico confirma isso em Parauapebas. O processo poderá se repetir em breve. É bom o “macho” ficar de olho. Em outra coluna voltaremos ao tema.

Tião sob pressão

A vida do prefeito de Marabá, Tião Miranda (PSD) anda, digamos, sob intensa pressão. O seu vice anunciado como o seu sucessor, não consegue crescer nas pesquisas. A pressão da base pela troca cresce. Tião anda dizendo que irá melhor avaliar o cenário só ano que vem. Enquanto isso, Luciano Dias respira.

O blog no Twitter!