Argentina: PT oficializa apoio a Sérgio Massa no segundo turno

COMPARTILHE:

A executiva nacional do PT anunciou oficialmente, nesta segunda-feira (6), o apoio à candidatura do peronista Sergio Massa, da coalizão Unión por la Patria, para as eleições presidenciais da Argentina. Além de identificar maior compatibilidade entre os programas de governo, o partido do atual governo brasileiro ressaltou as semelhanças entre o concorrente, Javier Milei, e o ex-presidente Jair Bolsonaro.

No entendimento do PT, a candidatura de Massa apresenta “perfil democrático e popular, com um programa de governo de desenvolvimento e justiça social”, enquanto Javier Milei personifica “a extrema-direita e o ultraneoliberalismo econômico do salve-se quem puder”, da qual “nós, brasileiros e brasileiras, conhecemos bem”. Milei recebeu apoio direto da família Bolsonaro no primeiro turno.

Além de defender a integração entre frentes de oposição à extrema-direita, a sigla do presidente Lula destacou o interesse geopolítico em uma eventual vitória de Sergio Massa. “Defendemos a integração regional para trazer a justiça social, a paz, a democracia e um projeto de desenvolvimento que coloque nossa região de maneira soberana no concerto das nações”, declararam em nota. Milei, por outro lado, prega o isolacionismo da Argentina, preservando relações apenas com outros países governados por partidos de direita.

Nota do PT Brasil sobre as eleições presidenciais na Argentina

No próximo dia 19 de novembro, o povo argentino voltará às urnas para decidir seu futuro, em eleições presidenciais que marcam também os 40 anos da retomada da democracia naquele país.

Justamente nesse contexto dois projetos de sociedade se enfrentam: um, representado pela candidatura presidencial de Sergio Massa, de perfil democrático e popular, com um programa de governo de desenvolvimento e justiça social; e outro, do candidato Javier Milei, representando a extrema-direita e o ultraneoliberalismo econômico do salve-se quem puder.

Nós, brasileiros e brasileiras, conhecemos bem essa segunda alternativa de extrema-direita, que também governou nosso país no período anterior. Conhecemos toda a dor e o sofrimento que o descaso com a vida do povo significou para nosso país.

Por isso, não temos dúvida em apoiar a candidatura de Sergio Massa, da coalizão União pela Pátria, no nosso país irmão. Defendemos a integração regional para trazer a justiça social, a paz, a democracia e um projeto de desenvolvimento que coloque nossa região de maneira soberana no concerto das nações, num mundo cada vez mais complexo em que todos os dias a democracia e a paz mundial estão em risco.

Derrotar a extrema-direita, que se articula em nível mundial, é tarefa essencial para a construção de um mundo de paz, cooperação e solidariedade.

Gleisi Hoffmann
Presidenta Nacional do Partido dos Trabalhadores

Romênio Pereira
Secretário de Relações Internacionais do PT

Brasília, 06 de novembro de 2023″

Imagem: CNN Brasil.

O blog no Twitter!