Eleições 2020: candidaturas majoritárias em Curionópolis somam pouco mais de R$ 7 milhões em bens declarados

0
567

O Blog foi buscar nos registros dos candidatos ao Executivo de Curionópolis (em processo de aguardando julgamento) os bens que os mesmos declararam ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Na lista de bens declarados, há dois milionários, outros menos. Para o porte econômico do citado município, os que almejam sentar em sua cadeira mais importante, não fazem feito no que diz respeito aos bens. Segue a lista:

Valdeir do União (Cidadania)declarou um total de bens que somam R$ 758 mil. Esse montante se distribui em gado (80 cabeças que valem 108 mil reais); veículo Ford Ranger avaliado em R$ 140 mil; todo o capital social de uma empresa comercial de alimentos que soma R$ 150 mil e para fechar o patrimônio, dois lotes (terrenos) que valem 360 mil.

Mariana Chamon (MDB) – a candidata mdebista declarou possuir em seu nome uma casa residencial no valor de R$ 550 mil; participação societária de R$ 150 mil e o valor de R$ 247 mil reais depositados em sua conta corrente. Seu patrimônio chega a R$ 947 mil reais. 

Júlio Amaral (PSL) – É o primeiro milionário da lista. O patrimônio que consta no banco de dados do TSE chega a R$ 2,2 milhões de reais (números redondos). O montante é distribuído da seguinte forma: três veículos automotores que somam R$ 125 mil; quotas ou quinhões de capital em duas empresas, que valem juntas R$ 1,1 milhão; casas e terrenos que somados chegam a R$ 1 milhão.

Joel Sena (PDT) – é o segundo milionário da lista. Seu patrimônio declarado divide-se em: quotas ou quinhões de capital no valor de R$ 470 mil; dois automóveis que somados chegam a R$ 98 mil; três imóveis residenciais que totalizam R$ 500 mil; prédio comercial no valor de R$ 650 mil e dois terrenos que custam cada um R$ 25 mil. O candidato do PDT reúne em patrimônio declarado o valor de R$ 1,8 milhão de reais (números redondos).

Gildásio (PSD) – é um candidato em termos de bens mais modesto. Sua declaração consta dois automóveis que somados chegam a R$ 120 mil; uma casa que avaliada em R$ 100 mil e dois terrenos no valor de R$ 90 mil. Seu patrimônio somado chega a R$ 310 mil.

Adonei (DEM) – o atual prefeito que disputa à reeleição, declarou possuir um patrimônio de R$ 398 mil. Esse montante é a soma de uma casa avaliada em R$ 140 mil; veículo automóvel no valor de R$ 95 mil; consórcio não contemplado (17 mil reais); aplicação de renda fixa (CDB, RDB e outros) que soma R$ 8.479 e 46 bezerros que somados chegam a R$ 138 mil.

No site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o leitor encontra em detalhes as declarações de bens dos candidatos acima.

Deixe uma resposta