Projeto Tucumã: Ero Cooper prevê início da produção de cobre no 2º semestre

COMPARTILHE:

A produção de cobre concentrado da Ero Cooper em Tucumã, no Pará, está prevista para começar a partir do segundo semestre de 2024. Em comunicado, a empresa informa que 85% do Projeto Tucumã está concluído e que já foi iniciada a transição da construção para o comissionamento.

De acordo com as informações da Ero Cooper, as atividades de pré-descasque estão aproximadamente 10% adiantadas em relação ao cronograma, com conclusão prevista para o final do primeiro trimestre de 2024.

Até o momento, cerca de 3.200 toneladas de minério de sulfureto foram colocadas no estoque operacional da mina para comissionamento da planta de processo. Concluídos antes do previsto, a subestação principal e os eletrocentros estão instalados e comissionados com ligação de linha de energia de 16 quilômetros à rede nacional.

A empresa também já iniciou os testes de conclusão mecânica e o comissionamento de subcomponentes para peças-chave do equipamento de processamento, incluindo o britador primário, moinho de bolas, britadores secundários e terciários, plataformas de peneira vibratória e células de flotação.

As demais estruturas de aço, chapas metálicas e instalações de equipamentos mecânicos estão sendo monitoradas dentro ou antes do prazo. Ainda segundo divulgado pela empresa, as atividades de construção durante o restante do primeiro trimestre de 2024 vão se concentrar na conclusão de instalações de tubulação, cabeamento elétrico, automação e sistemas de instrumentação.

Para o CEO da Ero Cooper, David Strang, a principal conquista desta transição em Tucumã é o desempenho de segurança da equipe de construção.

“Chegando a um marco significativo, ultrapassamos três milhões de horas de trabalho sem nenhum incidente com afastamento. Estendo meus mais sinceros parabéns aos nossos à equipe de liderança do projeto, bem como aos 2.200 funcionários e prestadores de serviços no local, por sua diligência contínua e execução criteriosa no avanço de Tucumã rumo à produção”, disse.

Estimativa de capital e produção

As despesas de capital do projeto direto foram atualizadas para aproximadamente US$ 310 milhões, em comparação com a estimativa anterior de US$ 305 milhões. O aumento reflete o impacto de um real mais forte em relação ao dólar americano no quarto trimestre de 2023, que foi parcialmente compensado pela redução dos custos de decapagem.

Após a expansão do programa de hedge cambial da empresa no final de 2023, as despesas de construção restantes do projeto são protegidas por um piso e teto médios ponderados de 5,10 e 5,23 reais por dólar, respectivamente. Sobre a produção consolidada de cobre, o CEO da Ero Cooper informou que a previsão é de alcançar 100 mil toneladas em 2025.

“Esta é uma fase emocionante para a Ero Copper, pois nos preparamos para colocar Tucumã em operação. Com a recente mudança nos fundamentos de oferta e demanda de cobre sinalizando déficits de oferta em 2024 e 2025, o momento da nossa trajetória de crescimento não poderia ser melhor”, afirma Strang.

Com informações de Revista de Mineração. 

Imagem: Eron Cooper. 

O blog no Twitter!