Rapidinhas do Branco – LXIII

COMPARTILHE:

Nome do PL

Ontem, 15, correu pela cidade a informação de que o vereador Aurélio Goiano (ainda no PSD), será o nome do PL para disputar a prefeitura de Parauapebas, segundo informações passadas por Júlio César, atual presidente municipal da legenda. A questão que se seguiu à informação foi o questionamento sobre o poder de liderança de Goiano. Ele teria essa capacidade de reunir diversos nomes da oposição em torno de seu nome? O que se sabe é que a oposição está rachada e que o citado vereador não é unanimidade por lá, além de desagregar mais do que agrega.

Ficha de desfiliação

Com a escolha de Aurélio Goiano como o pré-candidato a prefeito de Parauapebas pelo PL, o médico Felipe Augusto apresentou horas depois do anúncio do nome de Goiano, a sua carta de desfiliação da citada legenda. Pelo visto, a escolha – à priori – pelo vereador, poderá ter efeito reverso ao partido, provocando uma verdadeira debandada.

Orientação profissional 

Como já dito em outras colunas, o vereador Aurélio Goiano vem passando por um processo de mudança em sua postura pública, claramente conduzido por pessoas que sabem o que estão orientando. O estilo truculento está ficando cada vez menos perceptível. O trabalho, digamos, está sendo bem feito. Há até pela cidade, “bolsa de aposta” para saber até quando essa postura comedida do vereador e pré-candidato a prefeito se manterá?

Nada de sucessão

O prefeito de Parauapebas, Darci Lermen, do MDB, reuniu na última semana todo o seu secretariado para uma reunião de alinhamento. Na pauta, condutas vedadas, uma ação preventiva para que não ocorram problemas de seus auxiliares diretos com a Justiça Eleitoral. Esperava-se que, de forma secundária à pauta principal, ocorresse algum movimento do mandatário sobre à sua sucessão. Nada, nenhuma menção. Fontes dizem que a preocupação principal de Lermen agora é melhorar os índices de avaliação de seu governo, pois isso impacta diretamente no processo eleitoral.

Supremacia Gadelha 

Impressiona ao se andar em Canaã dos Carajás, o nível de popularidade da prefeita Josemira Gadelha, do MDB. O nível de menções elogiosas a citada é acima de 80%. Inversamente proporcional a isso, o ex-prefeito Jeová Andrade (PL) que, inclusive, lançou à sua pré-candidatura ao Executivo municipal, fica bem longe dos números da atual mandatária. Há até boatos que ela poderá ser candidata a vice-governadora em 2026.

Vaga ao Senado

O que se diz é que o PL quer aumentar a sua presença no Senado na próxima eleição, que terá na disputa duas cadeiras para cada ente federado. Por isso, no caso do Pará, o partido trabalha para eleger um senador da base bolsonarista. Dizem que o nome da vez, pelo menos, por ora, é do deputado federal Joaquim Passarinho, considerado de postura mais agregadora.

Helder nos Alpes

Pelo terceiro ano consecutivo, o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), participa do Fórum Econômico Mundial (FEM), em Davos, nos Alpes suíços. Na pauta, a questão econômica em junção com a questão ambiental, esta sendo a plataforma política internacional de Helder.

Pelo Brasil 

Enfim, Lula vai sair pelo Brasil entregando obras. A agenda internacional ficará em stand by, pelo menos, por enquanto. A ordem é impulsionar candidaturas progressistas nas capitais, aumentando a capilaridade do citado campo político. As eleições municipais serão decisivas para às Gerais de 2026.

Eventos fechados 

O único lugar em que o prefeito Edmilson Rodrigues (PSOL) não foi vaiado nos eventos referentes aos 408 anos de Belém, foi na entrega do Palácio Antônio Lemos, este totalmente reformado. Sem a presença de Helder Barbalho, mas com a estada de sua vice, Hana Ghassan. Na cerimônia, mandatário municipal foi, digamos, enaltecido por seus apoiadores. Em ambiente fechado, Edmilson reina. Já nas ruas…

Sonoridade reversa

Chegou a constranger assistir ao vídeo da chegada de Edmilson Rodrigues ao Ver-o-Peso, para cortar o bolo em comemoração aos 408 anos da capital do Pará. O mandatário municipal foi recebido por uma sonora vaia. O ato evidenciou o quão está mal avaliada a gestão municipal. O projeto de reeleição parece ter “subido no telhado”. Helder já largou a mão.

Exportação em alta 

Em 2023, o Estado do Pará exportou um valor acumulado de US$ 22 bilhões, fechando o período com uma variação positiva de 3,45% em relação ao ano anterior. Ao todo, foram exportadas 179 milhões de toneladas. Foi o maior exportador da Região Norte e segundo maior da Amazônia Legal. No ranking nacional, o Estado ficou na terceira colocação em saldo, com US$ 20 bilhões, atrás dos Estados de Mato Grosso e Minas Gerais, e manteve a sétima posição em valor exportado.

Fogo amigo? (tese um)

Fogo amigo?! O que se diz é que os rumores de que a vice-governadora Hana Ghassan (MDB) – que figura como a escolhida para suceder Helder Barbalho em 2026 – poderá ser candidata à Prefeitura de Belém, não passam de boatos. Não há a mínima chance. Resta saber de qual direção vem essas falsas informações? Fonte ligada ao Blog disse que pode ser endógena.

Estratégia perfeita (tese dois)

Diferente do que foi noticiado na nota acima, fontes contaram ao colunista que sim, procede a informação de que a vice-governadora Hana Ghassan, poderá concorrer à Prefeitura de Belém, tendo como vice o deputado estadual licenciado Igor Normando (Podemos), que se filiaria em outro partido. Desta forma, Hana governaria a capital por dois anos, deixando o cargo para concorrer ao governo do Estado. Desta forma, Normando assumiria em seu lugar.

Acomodando aliados 

O que se diz é que o governador Helder Barbalho já vem analisando os movimentos políticos de olho em 2026, ano chave para o seu futuro político. Fontes contaram que o mandatário irá esperar a nova configuração do mapa político municipal que sairá das urnas deste ano, para começar a definir estratégias. De pronto, o deputado Iran Lima, seu fiel escudeiro e líder de governo na Alepa, irá presidir o parlamento estadual no próximo biênio; Uma vaga ao Senado será oferecida ao prefeito de Ananindeua, Daniel Santos, para fazê-lo desistir de concorrer ao governo do Estado. Se Helder conseguir a vaga de vice na chapa presidencial, a outra vaga ao Senado será oferecida ao atual presidente da Alepa, Chicão.

Muito obrigado!

Segundo dados divulgados pela Ranking Similarweb, referentes a dezembro de 2023, o Blog do Branco foi o sexto site mais acessado de Parauapebas, e o 52º entre todos do Pará, que conta com grandes portais. Vale lembra que se for dividido por segmento, neste caso, política, este veículo fica muito melhor ranqueado.

O blog no Twitter!