Rapidinhas do Branco – XLVI

COMPARTILHE:

O maior responsável em caso de derrota

Da forma que o prefeito Darci Lermen (MDB) vem conduzindo a sua gestão, reforçando a oposição em relação aos pré-candidatos de sua base, caso ocorra uma derrota eleitoral no próximo ano, haja vista, que o mandatário não fez o seu sucessor em 2012, ele será o maior responsável por isso. Já iniciamos o segundo semestre e o esperado “choque de gestão” se arrasta ou, pelo visto, nem deverá ocorrer.

Modus operandi mudou?!

Tem político local que sempre usou a tática da desagregação, ou seja, nunca fez esforço de ser simpático ou humilde. Percebendo que a sua pretensão de ser prefeito está naufragando justamente pela sua forma de atuar politicamente, ele resolveu mudar (nem que seja temporariamente) a sua postura… Anda buscando conversar com diversos agentes políticos para se manter viável e tentar costurar acordos. Em algumas conversas fala de forma leve, humilde. Vem sendo resiliente frente à resistência dos que não tem interesse em conversar.

Mudando de foco

João Vicente, presidente municipal do União Brasil em Parauapebas, que vem se colocando como pré-candidato a prefeito, esteve nos últimos dias em Brasília prestigiando a posse do ministro Celso Sabino, que preside o citado partido a nível estadual. O empresário, enfim, percebeu que não terá apoio do governador Helder Barbalho (MDB) ao seu projeto político de sentar na cadeira mais importante da capital do minério. Agora, aquele que é chamado de forma redundante resolveu “colar” em Sabino, que passa a ser o seu “abre portas” na capital federal.

Oposição rachada 

Conforme adiantado há meses por este colunista, a oposição em Parauapebas está totalmente rachada. De um lado está o vereador cassado Aurélio Goiano (atualmente sem partido); do outro Hipólito Gomes (Podemos) e um nome que vem emergindo: Dr. Felipe (PL), que tem bom trânsito com figuras importantes a nível nacional do Bolsonarismo. Com Darci fazendo a pior gestão entre todas as quatro como prefeito, o racha na oposição será a salvação para o grupo político do atual mandatário.

Pedra no sapato 

O governador Helder Barbalho (MDB) precisa parar um pouco mais em solo paraense e olhar para dentro de seu governo. Atualmente, a Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Pará (Arcon) vem dando “dor de cabeça” com diversas denúncias contra servidores do órgão. Melhor cortar logo antes que os fatos continuem e tomem proporções maiores.

Lula pelo Pará

O presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva (PT) está em solo paraense. Ontem, 7, esteve em Santarém, a terceira maior cidade do estado; hoje (08) e amanhã (09) o mandatário nacional segue em Belém, por conta da Cúpula da Amazônia, que reúne presidentes para discussões ligadas à Amazônia e à Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas (COP-30).

Opções de Helder em Ananindeua 

Caso o governador Helder Barbalho (MDB) não apoie a reeleição de Daniel Santos (ainda no MDB) em Ananindeua, o mandatário teria, em tese, três opções para lançar para disputar a Prefeitura de Ananindeua: Hana Ghassan, sua vice; Miro Sanova (PDT), que atualmente comanda a Fundação Paraense de Radiodifusão (Funtelpa); Eliel Faustino (UB) que atualmente retornou à Alepa.

Na mira do TCM

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) anda de olho na gestão municipal da prefeita Patrícia Mendes (Republicanos). Na semana passada, o Blog do Branco tornou público a suspensão por parte do citado tribunal de três processos licitatórios. Em todos a falta de documentos básicos e valores elevados, incompatíveis quando comparados com anos anteriores, fizeram os conselheiros ficarem de olho. A festiva mandatária precisa ficar esperta.

Alerta ligado no Antônio Lemos 

A pesquisa Doxa sobre a disputa pela Prefeitura de Belém, que foi divulgada no último domingo, 06, criou um reboliço pelos corredores que levam ao gabinete do prefeito Edmilson Rodrigues (ainda no Psol). A tropa de choque do mandatário logo entrou em campo para reforçar os trabalhos da gestão e desconsiderar os números do levantamento. Imprimir maior qualidade na prestação de serviço à população é o melhor caminho e não esse.

Secretaria de Justiça em ação 

A Secretaria de Estado de Justiça do Pará – SEJU, realizou durante todo o mês de julho a Operação Verão 2023, que teve dentre outras ações, orientações sobre o uso e abuso de drogas, direitos violados, direitos do consumidor, além da fiscalização das relações de consumo. A ação da SEJU nas férias escolares percorreu diversos municípios do nordeste paraense e Marajó.

SEJU Republicana 

Com a missão de reestruturar a Secretaria de Justiça do Estado (antiga SEJUDH), o paulista Evandro Garla (foto), presidente do REPUBLICANOS no Pará, está realizando um excelente trabalho à frente da pasta. Há sete meses capitaneando a Secretaria, o secretário acumula em seu currículo um mandato de deputado distrital, e já ocupou o cargo de Secretário Nacional de Esporte, Lazer e Inclusão Social (SNELIS) e de Gerente de Projetos da Secretaria Executiva, ambos no Ministério do Esporte.

O blog no Twitter!