Rapidinhas do Branco. XXIII

COMPARTILHE:

Troca-troca I

Nem bem acabou o ano corrente, diversas trocas poderão ocorrer na gestão municipal de Parauapebas. Na última quinta-feira, 01, ocorreram mudanças nos comandos de duas secretarias, ambas controladas pelo Pros: Turismo e Assistência Social. Um acordo – conforme antecipado pelo Blog do Branco – firmado no janeiro de 2021, foi cumprido. O que dizem é que a mudança foi tão repentina que nem o presidente do partido, João Vicente Ferreira do Vale, conhecido como “Branco da White”, estava sabendo.

Troca-troca II

Outra troca, essa reflexo das posturas de alguns vereadores na eleição da Presidência da Câmara, ocorrerá. A Secretaria de Turismo (Semtur) passará para o controle do vereador Leandro do Chiquito (PROS), que hoje detém a Secretaria de Mineração, Energia, Ciência e Tecnologia (Semmect). O novo “dono” terá uma pasta bem orçada, pois a Semtur, de forma surpreendente, teve o seu orçamento multiplicado em quase 24 vezes de 2021 para 2022. Coisas da política…

Chupando dedo

Neste processo de troca-troca, o vereador Josemir, do Pros, parece ter sobrado. Informações que chegaram ao colunista dão conta que o referido edil além de perder a Semas (Secretaria Municipal de Assistência Social), algo que já havia sido acordado (conforme antecipou este Blog), vai ficar “chupando dedo”, pois ficará sem nenhuma pasta. Sua atuação desastrosa de ir para um lado e depois para outro na eleição da Mesa Diretora da CMP, lhe fez pagar uma conta cara. Dizem que ele nem consegue ser recebido pelo prefeito afastado Darci Lermen (MDB). O citado parlamentar anda desolado pelos cantos. Vereador sem secretaria, já sabem…

Vale a pena ver de novo

Quem acompanha de perto os governos de Darci Lermen (MDB) sabe que, nos dois primeiros anos, a gestão corre solta. Muitos fazem o que querem. Mas quando chega à metade do mandato, Lermen começa a apertar o cinto e fazer a máquina, digamos, melhorar o seu ritmo. Parece que a história deverá se repetir. Os secretários paraquedistas tende a serem trocados por nomes de maior rodagem. Só lembrar ao fim de 2018 e o início de 2019. Dizem que a postura de alguns vereadores na eleição da Mesa Diretora da CMP fizeram o prefeito, atualmente afastado, mudar a postura. Quando retornar ao cargo, o que deve acontecer em breve, mudanças virão.

Gargantão perdeu a voz 

O que se diz por ai é que um vereador “gargantão” da base do governo municipal, que bateu no peito e resolveu enfrentar a gestão, inclusive não apoiando o candidato governista, anda com medo de perder a supersecretaria que hoje controla. Precisa ficar esperto mesmo, na última eleição perdeu mil votos em relação à anterior.

Modo Pretérito

Um ex-secretário, que é também um “coringa”, pois já atuou em diversas pastas em diversos governos, parece que já começou a “calçar as chuteiras”. Deve retornar ao primeiro escalão do governo. A questão é saber para qual secretaria. Quem o conhece sabe que isso é de menos por sua competência. Seu retorno é um ganho ao município.

Nova CMP

O vereador Rafael Ribeiro, do MDB, desde quando venceu a disputa pela Presidência da Casa de Leis de Parauapebas, não para um minuto. Divide o seu tempo entre os seus afazeres parlamentares de seu mandato e a montagem de sua equipe para o próximo biênio. O novo presidente pretende fazer de sua gestão um marco na história parlamentar de nossa cidade. Competência tem de sobra.

A turma do deixa disso

É sabido que o governador Helder Barbalho e o prefeito de Ananindeua, Daniel Santos, ambos do MDB, seguem com relação cortada. Todavia, há movimentos que estão sendo feitos por pessoas ligadas aos citados para que haja uma aproximação em nome do partido. Se o mandatário municipal entender que em política tudo tem o seu tempo e que não se pode sentar na janela sem antes sentar no corredor, talvez voltem a tomar café juntos.

Na geladeira

Pelo visto, o ex-prefeito de Canaã dos Carajás, Jeová Andrade, primeiro suplente do MDB para a Assembleia Legislativa (Alepa) deve ficar na “geladeira”, pelo menos, por enquanto. A esperança do citado é que Iran Lima retorne ao secretariado de Helder Barbalho, abrindo a vaga. Mas contaram ao colunista que o mandatário estadual não anda nada contente com ex-gestor municipal, tudo por conta da atuação do mesmo na eleição de segundo turno.

Relações cortadas

Não se fala outra coisa em Canaã dos Carajás que não seja o rompimento de relações entre a prefeita Josemira Gadelha e o ex-prefeito Jeová Andrade, ambos do MDB. Nem disfarçam publicamente a desavença. Ontem, 03, por exemplo, por conta do lançamento das “Luzes de Natal”, não se cumprimentaram. O que anda se falando é que a relação já vinha se desgastando e a eleição de 2022 foi a gota d’água. Fortes emoções virão em 2024.

Na expectativa

Um outro emedebista, Wagner Machado, ex-prefeito de Piçarra entre os anos de 2012 a 2020, foi também presidente da Federação das Associações de Municípios do Estado do Para (FAMEP) de 2020 a 2022. Ele é o primeiro suplente do partido para a Câmara dos Deputados, obteve 73.798 votos. Para que Machado assuma a cadeira na bancada federal paraense é preciso que Helder e Daniel se acertem.

O blog no Twitter!