Eleições 2022: Lula é eleito pela 3º vez presidente da República

COMPARTILHE:

A disputa eleitoral entre Lula (PT) e Jair Bolsonaro (PL) prometia ser muito acirrada, como de fato foi. O petista ficou na maior parte da apuração atrás do atual presidente, só o ultrapassando com 67,76% das urnas apuradas. Diferente do primeiro turno, quando o processo de apuração se iniciou pelos estados do Sul, Sudeste e Centro-Oeste, ficando por último os nordestinos e nortistas.

Até então, a eleição mais acirrada presidencial tinha sido a de 2014, ocasião que Dilma Rousseff (PT) venceu por pouco mais de 3,4 milhões de votos o tucano Aécio Neves (PSDB). Desta vez, em 2022, até o momento da produção deste artigo, com 99,95% das urnas apuradas, Lula somou 60.313.340 votos (50,90%), enquanto Jair Bolsonaro reuniu 58.191.942 (49,10%), passando a ser, portanto, agora a disputa mais acirrada.

Lula venceu no primeiro turno com seis milhões de votos. O desafio de Bolsonaro em reverter essa desvantagem era uma missão difícil, reconhecida pela coordenação de campanha do próprio. No balanço geral,  Bolsonaro ganhou 7 milhões de votos no 2º turno; enquanto Lula aumentou 3 milhões, ambos em relação ao desempenho no primeiro turno. Portanto, o atual presidente avançou eleitoralmente, não o suficiente para se reeleger.

Na questão eleitoral, Bolsonaro perdeu para Bolsonaro. O extremismo o fez governar para os seus, não o permitiu expandir o que precisava para virar no segundo turno. Todavia, o Bolsonarismo saiu fortalecido das urnas. Ampliou a sua presença no Congresso Nacional, nos governos estaduais e nas Assembleias Legislativas.

Espera-se que o atual presidente reconheça a derrota e promova um processo de transição republicana de governo. Que a democracia prevaleça.

Imagem: reprodução Internet. 

O blog no Twitter!