Eleições 2024: Congresso fecha o ano votando orçamento com fundo eleitoral de R$ 4,9 bilhões

COMPARTILHE:

O Congresso Nacional realiza nesta sexta-feira (22) a sua última sessão do ano, com a votação do orçamento de 2024. A peça orçamentária foi aprovada na Comissão Mista do Orçamento (CMO) na quinta-feira (23) e agora passa pelo crivo dos parlamentares das duas Casas em sessão marcada para 11h.

Este é o primeiro orçamento elaborado dentro das normas do novo arcabouço fiscal, que substitui o teto de gastos estabelecido no governo de Michel Temer. A versão que vai ao plenário, relatada pelo deputado Luiz Carlos Motta (PL-SP), estabelece:

  • R$ 4,9 bilhões para o fundo eleitoral em 2024, reservado para as eleições municipais.
  • um corte de R$ 6,3 bilhões em obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) em relação à proposta original do governo – antes, o relator propunha um corte de R$ 17 bi. Segundo a peça, o programa contará com um total de R$ 54 bilhões.
  • redução de valores do Minha Casa Minha Vida: de R$ 13 bilhões para R$ 8,9 bilhões.
  • R$ 53 bilhões reservados para emendas parlamentares: R$ 25 bilhões para emendas individuais, R$ 11,3 bilhões para emendas de bancadas e R$ 16,7 bilhões para emendas de comissões.

O salário mínimo deve subir para R$ 1.412 em 2024, uma alta de 3,85%. O reajuste é feito com base no INPC, índice de inflação do IBGE para famílias que ganham até 5 salários mínimos, e na variação anual do Produto Interno Bruto (PIB).

Com informações de Congresso Em Foco.

Imagem: reprodução Internet. 

O blog no Twitter!