Marabá: Projeto Jornada Sociocultural 50+50 com a presença do Ministro do desenvolvimento agrário

COMPARTILHE:

Na manhã de ontem, 24, no Carajás – Centro de Convenções, o Projeto Jornada Sociocultural 50 + 50 da Transamazônica e BR-163 realizou mais um Seminário do Futuro, desta vez em Marabá. Estiveram presentes no evento, o deputado estadual Dirceu Ten Caten; deputado federal, Airton Faleiro; Ministro do desenvolvimento agrário, Luís Paulo Teixeira; deputado federal Keniston Braga; senador Beto Faro; a programação contou com representantes do poder público municipal e estadual, representantes dos movimentos sociais e das universidades.

O Seminário do Futuro e do Festival Cultura 50+50, projeto que tem como objetivo recompor a memória do que foram os últimos 50 anos de abertura da Transamazônica e da BR-163.

O ministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar Paulo Teixeira, destacou a importância de conciliar a agrofloresta e a agroindústria, de novo a promover um desenvolvimento sustentável com valorização da agricultura familiar. “Nós queremos fazer um grande programa de assistência técnica e extensão rural, nós queremos treinar novamente os nossos extensionistas para que ele ajude o agricultor a produzir. Eu acho que nós temos que colocar nesse lugar outro projeto de desenvolvimento   e eu vou tentar trabalhar aqui um pouco mais sobre esse projeto. Se agregar valor aos produtos você pode ter uma economia muito rica, traga a floresta associada a indústria”. Disse ele.

Em sua fala, o deputado estadual Dirceu Ten Caten, afirmou: “Acredito tanto o governo quantos as entidades estão mais maduros para a consolidação de um projeto de desenvolvimento sustentável”. E completou: “A presença do governo federal aqui no estado é muito importante, para que a gente possa retomar as políticas públicas”.

Outro que falou foi o deputado federal Keniston Braga (MDB): “Eu acho que no ponto de vista político a configuração do nosso estado é maravilhosa no âmbito federal, então é extremamente favorável ao desenvolvimento, talvez nunca vista na história do nosso estado”.

O blog no Twitter!