Rapidinhas do Branco – LI

COMPARTILHE:

Decisão protelada 

Bem ao seu estilo, Darci Lermen segue sem sinalizar quem será o escolhido para ter o seu apoio na disputa pela Prefeitura de Parauapebas. Por ele, o nome só seria anunciado no prazo limite para o encaminhamento das convenções partidárias. Todavia, sabe que não conseguirá levar a decisão para um tempo muito à frente. O que se fala que anunciaria em novembro, mas que agora ficou para dezembro deste ano. Não será surpresa se esticar mais um pouquinho.

Pesquisas e mais pesquisas 

A cada semana, novas pesquisas são divulgadas. A maioria de consumo interno, todavia, medem como anda a disputa entre os cinco pré-candidatos a prefeito de Parauapebas. Há, claramente, dois pontos nas duas extremidades dos números: o empresário João Vicente, do União Brasil; e o deputado federal Keniston Braga, do MDB, estão lá atrás na fila. O vereador cassado Aurélio Goiano mantém a liderança, todavia, sem crescer; Rafael Ribeiro, do MDB, que preside a Câmara Municipal, se consolida em segundo lugar. Com um detalhe: é o único que não anunciou a sua pré-candidatura a prefeito. O deputado estadual Braz, do PDT, oscila em algumas em segundo ou terceiro lugar.

Elogiado pelo governador 

Na semana passada, o governador Helder Barbalho (MDB) esteve em Parauapebas para entregar benefícios, a UEPA e assinar ordem de serviço. Como dito em outra coluna, aproveitou a estada rápida na capital do minério para sentir o clima de disputa entre os pré-candidatos a prefeito da base de Darci Lermen. Entre discursos atrapalhados, a narrativa de Rafael Ribeiro foi bem vista pelo mandatário estadual. Dizem que ganhou pontos com Helder.

Mira no legislativo 

Muitos falam que o empresário João Vicente será candidato a prefeito de Parauapebas. Essa possibilidade até existe, mas o colunista ainda a coloca como algo mais difícil de acontecer. Todavia, ela deixa em segundo plano uma estratégia do citado: fazer uma ampla bancada de vereadores. Na última eleição, o “rei das máquinas” elegeu quatro vereadores, em uma elogiável organização interna. Agora, dizem, quer eleger, pelo menos, seis edil. A ver.

2º turno quase confirmado

Parauapebas está prestes a ser quarto município paraense a ter segundo turno na próxima eleição municipal. Na data de hoje, 27, a capital do minério acordou com 188.737 eleitores aptos a votar. Faltam, portanto, pouco mais de 11 mil eleitores para que se tenha dois turnos na eleição majoritária na capital do minério. Como se sabe, com essa nova realidade, as estratégias políticas precisam serem reorganizadas.

Relatório final da CPI da Vale

A Comissão Externa de Representação da Alepa, estará hoje, 27, no município de Parauapebas, para a Cerimônia de entrega do Relatório Final da CPI da Vale. Ocorrerá diálogo entre os membros das CPIs que já se encontra em andamento e a criação do Consórcio Intermunicipal Multimodal dos Municípios Mineradores e afetados do Estado do Pará. O encontro será às 18h30 no auditório do hotel Vale dos Carajás.

Candidato em Marabá

O deputado estadual Chamonzinho, do MDB, lidera qualquer pesquisa feita para prefeito de Marabá. havia a expectativa de que o citado abriria mão de ser o candidato ao Executivo marabaense, em troca da Presidência da Alepa e maior espaço no governo estadual. Todavia, informação de bastidor que chegou ao colunista, deixa clara a intenção de ser o próximo prefeito marabaense. Sua decisão é respaldada pelo governador Helder Barbalho.

Subiu o tom 

O ex-prefeito de Canaã dos Carajás, Jeová Andrade (PL) resolveu subiu o tom em relação a sua ex-aliada, a prefeita Josemira Gadelha (MDB). O ex-mandatário iniciou uma sequência de ataques à gestão que lhe sucedeu. Antes, Jeová falava de seus feitos, mas evitava atacar a atual mandatária.Subiu o tom. Por outro, Gadelha em seus discursos também deixa claro que não se intimida com ataques e que seguirá firme e forte em seu projeto de reeleição.

Empolgado com os números 

Um dos deputados estaduais mais empolgados pelos corredores da Alepa é Zeca Pirão, do MDB. Dizem que as pesquisas o coloca em boa condição na disputa pela Prefeitura de Belém, o deixaram com o peito inflado. Dizem que ele anda cercando o governador Helder Barbalho para, quem sabe, ser o candidato da máquina estadual. Todavia, Helder não quer “aventuras”. A possibilidade real é que apoie mesmo a reeleição de Edmilson Rodrigues, com o MDB indicando o vice.

Enfim, a troca

Depois de dois anos e meio de críticas, enfim, o prefeito Edmilson Rodrigues (ainda no Psol) resolver mexer algumas peças de sua polêmica – para não dizer desastrosa – gestão. Saiu a jornalista Keyla Negrão, até então responsável pela Comunicação de seu governo. Em seu entra o competente publicitário Glauco Lima. A coluna deseja sucesso ao novo gestor, que terá muita coisa para arrumar.

Nome forte lá fora 

O nome do governador Helder Barbalho cresce a cada dia no cenário internacional. Sua presença cada vez mais recorrentes em eventos que envolvam sustentabilidade, o mandatário paraense está se tornando uma referência sobre o tema lá fora. Por tabela, sua influência em Brasília também cresce. O sonho de compor uma chapa presidencial em 2026, já esteve muito mais distante.

O blog no Twitter!