Há vida inteligente fora dos extremos

COMPARTILHE:

Em um artigo tornado público no fim do ano passado, o presidente nacional do PSDB, recentemente eleito, Marconi Perillo, analisou o cenário político do país, combatendo a polarização, afirmando que há alternativa viável fora da disputa entre petistas e bolsonaristas. Tendo como base uma pesquisa feita pelo Instituto Datafolha, em que maioria da população rejeita a atual polarização política. 

Há vida inteligente fora dos extremos: essa é uma frase que temos repetido bastante por aqui no PSDB. A polarização extrema só atrapalha o debate de ideias e não permite que o Brasil avance. Segundo pesquisa Datafolha divulgada na última semana, o índice daqueles que se dizem petistas convictos é de 30% e bolsonaristas, 25%. Portanto, há 45% que rejeitam os extremos. Esse é o dado mais importante.

A polarização dos extremos enfraquece as instituições democráticas. Tornou-se comum presenciarmos ataques à democracia e à imprensa, por exemplo. Vejam, essa história de tirar a credibilidade do jornalismo começou lá trás, com a esquerda e, depois, ganhou força na extrema direita.

O que precisamos? Mostrar para essa parcela da população que está dividida que é necessário construirmos um diálogo para buscar soluções concretas para o Brasil. Já tem muita gente que não compactua com isso tudo. Estamos trabalhando para alcançá-las e mostrar para elas que fortalecer um centro democrático é a saída para o País. É isso que o PSDB quer: um só Brasil.

Imagem: reprodução Internet. 

O blog no Twitter!