Mineradora Ligga desenvolve projeto de reforço escolar intitulado “Liggando as Letras”

COMPARTILHE:

A Ligga, uma mineradora orientada para o futuro e com gestão alinhada à agenda ESG (Meio Ambiente, Social e Governança), está deixando uma marca positiva no presente por meio do seu projeto educacional “Liggando as Letras”; que surgiu com a missão de reforçar o aprendizado de alunos da rede púbica nas matérias de português e matemática, oferecendo duas aulas de reforço semanais, realizadas no contraturno escolar.

Essa iniciativa é fruto de uma parceria sólida junto à rede municipal de ensino, através da Secretaria de Educação Municipal, que não apenas cede as salas de aula na escola, mas também desempenha um papel ativo na seleção dos alunos participantes. Além disso, colabora com a equipe técnica responsável por avaliar o conteúdo e o progresso dos estudantes.

Além da contratação de professores, a Ligga, idealizadora do projeto, fornece aos estudantes todo o material didático, uniformes, lanches saudáveis e demais recursos necessários para o bom aproveitamento das aulas. Lançado nesse último mês de agosto em Parauapebas, o projeto está em pleno desenvolvimento na escola UEEF João Evangelista Araújo de Oliveira, localizada em Palmares 1. E já impactando positivamente 59 jovens, do 6º ao 9º ano do ensino fundamental. Este programa de ensino continuará ao longo do ano letivo, culminando em dezembro de 2023.

Vale destacar que o “Liggando as Letras” possui um compromisso com a comunidade em que está inserido, priorizando a contratação de profissionais locais, como no caso a professora Maisa Silva, residente em Palmares 1. Além disso, o fornecimento de lanches é realizado por uma empresa da própria região de Parauapebas, incentivando também o crescimento do empreendedorismo local.

Para a pedagoga Elisângela Abreu de Almeida Mendonça, que é Diretora da UEEF João Evangelista Araújo de Oliveira, os impactos positivos do projeto já são visíveis entre os alunos: “O ‘Liggando as Letras’ desempenha um papel crucial em nossa comunidade, fortalecendo o aprendizado de alunos que enfrentam desafios em leitura e matemática, as bases fundamentais do conhecimento. O projeto tem sido calorosamente recebido pelos estudantes, seus familiares e toda a equipe escolar. Observamos avanços notáveis no aprendizado e na autoestima dos alunos que participam do projeto, mesmo em um curto espaço de tempo. A equipe escolar agradece profundamente à mineradora Ligga por essa valiosa parceria com nossa escola,” afirmou a gestora escolar”.

Para conhecer na prática o projeto “Liggando as Letras”, uma delegação da Secretaria Municipal de Educação de Parauapebas realizou uma visita à Escola UEEF João Evangelista Araújo de Oliveira nessa terça – feira (02). A comitiva foi composta por membros destacados da SEMED, incluindo (indicar nomes e cargos), e contou também com a presença do Gerente Geral de Operações da Ligga Jairo Leal e da coordenadora socioambiental Livia Candice.

“Agradecemos profundamente à SEMED e a toda a equipe da Escola UEEF João Evangelista Araújo de Oliveira, que desde o início abraçaram o nosso projeto ‘Liggando as Letras’. Essa parceria entre a Ligga e a SEMED está contribuindo significativamente para o futuro de muitos jovens de nossa cidade, capacitando-os com mais competência e conhecimento,” expressou Jairo Leal, representante da Ligga.

Texto: Adriana Vieira – Intermídia Comunicação Integrada
Foto: Samara Batista e Lucas Santos

O blog no Twitter!