Rapidinhas do Branco – LIX

COMPARTILHE:

No compasso de Darci

Parauapebas vive grande expectativa sobre o anúncio de quem será o candidato do prefeito Darci Lermen (MDB). Nos bastidores, o martelo foi batido. O nome escolhido é do atual presidente da Câmara Municipal, Rafael Ribeiro, correligionário do mandatário e que vem liderando as pesquisas de opinião entre os nomes da base governista. Tido como um político aberto ao diálogo e que consegue aglutinar apoio e ser um nome de convergência, além de ostentar baixa rejeição, a melhor entre os nomes governistas, o prefeito Darci não teve outra alternativa.

Novo homem

O Blog do Branco adiantou – mesmo sem a certeza de retorno ao cargo de vereador – que Aurélio Goiano vinha passando por mudanças comportamentais, que incluíam posturas de ordem pessoal e pública. Quem acompanhou a última sessão ordinária, 12, percebeu e comprovou o que o blog já vinha tratando. O citado parlamentar está mais contido e, digamos, mais preparado. Entendeu que a truculência de antes não lhe faz expandir votos para além de sua bolha bolsonarista. Informações de bastidores dão conta que essa mudança e acompanhamento estão sendo feitos por um gabaritado profissional da capital federal.

Ficha na gaveta 

O retorno de Aurélio Goiano levantou outra questão: qual a atual filiação do citado vereador. Apesar de ter feito um estardalhaço em um evento do PL Mulher, em que expôs uma ficha de filiação assinada. Todavia, sabe-se que se, de fato, fosse registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Goiano teria cometido o que se chama de infidelidade partidária.

Contagem regressiva 

Faltam 293 dias para as eleições municipais de 2024. Em 2020, Parauapebas registrou 435 candidaturas (nove para prefeito e 426 para vereador). Espera-se que no pleito do próximo ano ocorra uma queda que poderá chegar a 50%. A justificativa seria a diminuição nos números de partidos e a formação das federações partidárias. No caso as federações e partidos só poderão lançar 16 candidatos a vereador, conforme preconiza a lei eleitoral (15 cadeiras + 1).

Em análise

Uma pesquisa feita recentemente em Marabá e que se tornou pública nos últimos dias, reacendeu a chance de Luciano Dias, atualmente vice-prefeito, de ser realmente o candidato de Tião Miranda. A pressão na base governista continua forte, todavia, o levantamento o fez chegar aos dois dígitos e ao segundo lugar. Na liderança folgada está o deputado estadual Chamonzinho, do MDB, que não confirma se, de fato, irá concorrer. Ainda correm “por fora” os deputados estaduais Toni Cunha e Dirceu Ten Caten. Este último, ainda na esperança de um aceno do governador. De todo modo, Dias ganha um respiro.

Ciumeira na Alepa 

O presidente Chicão (MDB) é muito querido por seus pares, incluindo, os nomes da oposição. O mesmo promoveu uma verdadeira reformulação estrutural na Assembleia Legislativa, com novos espaços que melhoraram o acesso e o conforto de parlamentares e visitantes. Foi entregue os novos gabinetes e na próxima semana as salas das comissões. Porém, nem tudo são flores, nenhuma deputada foi contemplada com algum gabinete novo, o que gerou ciumeira da bancada feminina composta por 10 deputadas.

Destaque regional 

A gestão da prefeita Josemira Gadelha (MDB) vem sendo uma boa referência na região de Carajás. Com uma arrecadação de fazer inveja (com estimativa de arrecadação para o próximo ano na ordem R$ 2,1 bilhões), a mandatária leva a sério a tese da “maldição dos recursos naturais”, e busca diversificação econômica da Terra Prometida. Ficada entre os alicerces: infraestrutura e programas sociais, a popularidade de Josemira chega a 70% de aprovação, o que lhe faz ser uma das gestoras mais bem avaliadas do Pará.

Repasse histórico

A Vale já pagou mais de R$ 570 milhões de Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (Cfem) para o município de Canaã dos Carajás (PA) neste ano. O valor é referente à exploração das minas de cobre Sossego e de minério de ferro S11D.

Orçamento da capital 

Na última sessão extraordinária do ano legislativo, na tarde desta quarta-feira, 13, os vereadores aprovaram o projeto de Lei Orçamentária Anual de Belém (LOA) para 2024. Com previsão de receita de R$ 5,3 bilhões, o projeto agora vai à sanção do prefeito Edmilson Rodrigues para entrar em vigor a partir de 1º de janeiro do próximo ano. Os parlamentares apresentaram ao todo 155 emendas ao Orçamento Municipal da capital do Pará.

“Limpa” em Pirabas

O Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE/PA) cassou em 2ª instância na manhã da última terça-feira (12) o mandato de cinco vereadores de São João de Pirabas, são eles os emedebistas Antônio Oliveira, Francielson Borges e Orlando Brito; Robson de Paula (Psol) e Wellington Pelado (Republicanos). Os desembargadores acompanharam o voto do relator, que entendeu haver provas irrefutáveis de fraude à cota de gênero, praticada pelos partidos nas eleições municipais de 2020.

De mudança 

Em Santarém, o ex-deputado estadual José Maria Tapajós, está mudando de partido. Arrumando as malas do PP e indo para o MDB. O movimento, dizem é para o citado ter o apoio da máquina estadual para a Prefeitura de Santarém. Por lá o embate será pesado. Os levantamentos apontam a liderança de JK do Povão, do PSDB, que conta com apoio bolsonarista.

O blog no Twitter!